6 de dezembro de 2014

Take this Regret de A. L. Jackson

Há erros que cometemos dos quais nos arrependemos pelo resto da vida. Para Christian, foi o dia em que traiu Elizabeth. Christian Davison tem sua vida planejada. Está determinado a se tornar um advogado e um dia assumir seu lugar de sócio no escritório de advocacia  de seu pai. Nada vai ficar em seu caminho, nem mesmo Elizabeth Ayers e o bebe deles que ela está esperando.

Depois que Christian a cortou de sua vida, Elizabeth passou os próximos cinco anos lutando para criar sua filha e não se importando em se sacrificar para proporcionar à sua criança uma vida segura e confortável.

Por cinco anos, Christian se arrepende de  ter abandonado sua família e fará todo o possível para reconquistá-la, enquanto Elizabeth fará tudo para proteger sua filha da mágoa certa que acredita Christian provocará.

Quando Christian luta para conquistar um lugar na vida delas, Elizabeth é forçada a se perguntar se é possível perdoar alguém quando ele comete o imperdoável e se é possível encontrar o amor depois de ele estar enterrado por anos no ódio. Ou há feridas tão profundas que nunca poderão se curadas? Dizem que todos merecem uma segunda chance...

Take this Regret Series # 1

 

Esse resumo me chamou muito a atenção e aproveitei que o livro está com desconto para o Kindle e acabei comprando. Não me arrependo, pois é uma história muito intensa e que traz uma certa angústia ao ver a luta dos personagens para resolver as situações apresentadas.

Christian e Elizabeth estão na universidade e apaixonados. Christian que ser advogado para assumir um lugar na empresa da família. Elizabeth que ser advogada para lutar pelo direito das crianças. Fazem planos para o futuro, onde o casamento é citado. Mas tudo muda quando Elizabeth se descobre grávida e Christian apresenta seu ultimato: o bebê ou eu! Para ele, um bebê só traria problemas e adiaria os sonhos. Ele esperava que Elizabeth pensasse como ele, porém se enganou completamente quando ela simplesmente deixa de comparecer às aulas. Ele fica dividido, pois ama muito Elizabeth, mas não sabe o que fazer e fica paralisado! Quando ele resolve agir, já é tarde demais...

Elizabeth pede ajuda de Matthew, um amigo que trabalha no mesmo restaurante que ela e os dois desenvolvem um relacionamento de irmãos. Ele é a fortaleza dela nessa hora de provação. E nos próximos cinco anos é com Matthew que Elizabeth conta. Até Christian aparecer na porta dela e revirar sua vida de ponta cabeça...

O livro é narrado em primeira pessoa pelo dois personagens, então sabemos o que ambos estão sentindo e pensando. E isso nos ajuda a ver como é difícil para eles encararem e enfrentarem tudo o que passaram e lutar pelo que desejam. 

Apesar de Christian ter sido um cachorrão com Elizabeth, ao acompanharmos os pensamentos e  sentimentos dele, não conseguimos ficar com raiva. Claro que sabemos que ele tem de se rastejar para conseguir o perdão de Elizabeth – se é que ela conseguirá perdoá-lo. Mas não dá para odiá-lo, pois sabemos que ele também sofre com a ausência da mulher que ama e da criança que ele não conhece. E tem consciência de que a culpa é toda dele!

Não dá para ficar comentando muito, senão vou acabar dando spoilers. Mas posso afirmar que não dá para ficar indiferente durante a leitura desse livro! Recomendadíssimo!

14 de novembro de 2014

Archangel´s Shadows de Nalini Singh

Na sequencia da guerra brutal, o arcanjo Raphael e sua consorte, a caçadora Elena, estão lidando com as traiçoeiras mudanças de maré da política arcangélica e as pessoas de uma cidade abalada, nas não quebrada. A última coisa que a cidade precisa é mais morte, especialmente uma morte que traz a sinistra assinatura de um arcanjo insano que não pode – nem deveria – estar solto nas ruas.

Essa caçada deve ser feita de maneira furtiva e sem alertar a população. Deve ser conduzida por aqueles que podem se transformar em sombras...

Ash é uma rastreadora talentosa e uma mulher amaldiçoada com a habilidade de sentir os segredos de qualquer um que toque. Mas há um homem que ela conhece muito bem mesmo sem um único contato de pele: Janvier,  o perigosamente sexy vampiro Cajun que a tem fascinado e irritado por anos. Agora, enquanto procuram um assassino impiedoso, o jogo de gato e rato e o flerte e provocação entre eles se tornou em algo muito profundo no coração. E dessa vez, é o segredo de Ash, escuro e terrível, que ameaça destruir a ambos.

Guild Hunter # 7

Em Archangel´s Legion, durante a guerra em Nova York, Naasir, Janvier e Ash formaram um time conhecido como Shadows (Sombras) e desestabilizaram completamente as linhas inimigas. Os três desenvolveram uma amizade e um companheirismo muito grande por causa disso. Mas a história de Ashiwini e Janvier vem desde antes de Raphael e Elena se conhecerem, pois Ash foi contratada para caçar Janvier e os dois acabaram se unindo para enfrentar outros problemas (isso em Angel´s Pawn). E vamos vendo os dois interagindo no decorrer da série, sempre flertando, sempre nesse jogo de gato e rato e, quando chegamos a essa história, a deles, já sabemos que ambos estão apaixonados, mas há algo segurando esses dois...

É muito interessante quando vemos os personagens já em um relacionamento, mesmo que seja um ainda não assumido oficialmente – todo mundo sabe que Ash é de Janvier e vice e versa – mas eles ainda continuam a dançar um com o outro. E, finalmente, ficamos que sabendo que Ash é que tem um segredo e tem muito medo de revelá-lo e perder definitivamente o Cajun. E ela precisa decidir que continua a ir levando o que eles têm ou enfrenta tudo e assume o romance definitivamente, pois deixá-lo partir já não é uma hipótese a ser considerada...

E, enquanto eles decidem o que fazer do resto da vida deles, o mundo não para e eles precisam resolver um caso muito estranho e aterrador e triste: uma mulher foi encontrada mumificada e jogada numa lixeira. Esse tipo de mumificação é algo inédito e eles só viram um ser capaz de sugar a vida de outro a ponto de deixar somente uma carcaça: Lijuan! Mas depois da batalha de Nova York essa é uma possibilidade remota – mas que precisa ser investigada e com muita discrição. E, como Janvier representa a Torre e Ash a Guilda, os dois começam a trabalhar juntos.

O caso é muito complicado, pois eles precisam primeiro descobrir quem é a vítima e para isso, eles vão em bares e lugares frequentados por vampiros e humanos que querem servir como doadores – tem vampiros que mantém humanos em casa, como gado, em uma simbiose muito estranha. É muito interessante acompanhar essa investigação e a cada pista vamos nos compadecendo da vítima, pois ela vai se revelando uma mulher muito querida e que amava a vida!

E, no decorrer da investigação, Ash e Janvier vão finalmente se revelando um para o outro e os segredos vão sendo postos às claras e os dois vão precisar resolver se o amor que sentem um pelo outro vai ser suficiente para enfrentarem o que precisam enfrentar juntos...

E na história também ficamos conhecendo um pouco mais de Naasir! E que vampiro(???) ele é!!!! Ele é um ser único, pois parece e age como um tigre, e ao mesmo tempo ele é vampiro...  e o mistério não foi revelado ainda! Achei interessante quando Dmitri começa a se lembrar de quando Naasir era um menino, sinal de que ele está com Raphael e os Sete há muito mais tempo do que pensamos.

Teve uma cena em que Elena resolve convidar Naasir, Janvier e Ash para um jantar em sua casa, como agradecimento a tudo o que fizeram durante as batalhas. Mas quando Naasir diz que vai levar um presente para Elie, todos os membros dos Sete que estão na cidade dão um jeito de comparecer ao jantar (se convidando descaradamente mesmo!) só para ver o que ele ia trazer... Um momento de descontração e amizade muito lindo!

Essa série vem se desenvolvendo de uma forma maravilhosa e a cada volume vamos nos apaixonado mais e mais pelos personagens. Apesar de ser romance sobrenatural, afinal há um Happy Ending, podemos considerar que é também Urban Fantasy, pois as histórias e personagens vão continuando em outros livros. E agora é esperar e ver quem vai ser o próximo protagonista...

30 de outubro de 2014

Wolf on the Run de N.J. Walters

Considerada uma abominação por não conseguir se transformar em lobo, Cherise Michaels vem fugindo de seu clã desde que era adolescente. Depois que sua mãe foi assassinada por membros de seu antigo lar, Cherise está só, em luto e sem opções. Até que um sonho a coloca em curso de sua última esperança: Salvation, Carolina do Norte.

Ela chega em Salvation e é cercada por seus inimigos e então é  resgatada pelo maior e malvado lobisomem que já viu.

Cole Blanchard não tem dificuldades em despachar os intrusos que invadiram a terra de seu clã.  Convencer a moça perseguida de que está segura é uma outra história. Cole sente que ela é sua companheira e a protegerá até seu último suspiro, mesmo que isso signifique arriscar tudo para encarar o antigo clã dela.

Nos braços de Cole, Cherise aprende que há algo no mundo mais poderoso que o medo – desejo e amor. Ela sabe que amá-la é uma sentença de morte para Cole, então ela planeja estocar uma vida de memórias antes de deixá-lo ir...

Salvation Pack # 3

Cole sempre foi um personagem que chamava minha atenção. Forte, leal, intenso e calado, ele está sempre pronto a ajudar seus companheiros, mas fica sempre na dele, solitário e quieto no seu canto. Claro que os quietos são sempre mais interessantes...

O livro começa com Cherise descobrindo sua mãe morta, assassinada cruelmente por antigos amigos e membros de seu clã. Ela então começa a fugir, tentando se afastar da ameaça que, com certeza, está em seu caminho. Um sonho (ou visão?) a faz se dirigir à cidade de Salvation, na Carolina do Norte, sem nem mesmo saber onde é ou o que vai encontrar lá. Infelizmente, o que ela encontra são os assassinos de sua mãe que começam a perseguí-la.

O que nem ela, nem seus algozes, imaginavam era que aquela terra pertencia a outro clã de lobos – Salvation Pack – e que um de seus membros estava de patrulha e acompanhou toda a perseguição escondido. Cole não gostou nem um pouco de ver 3 homens perseguindo uma mulher indefesa  e, claro, partiu para defendê-la.

Cherise fica agradecida a Cole, mas quer partir de qualquer maneira, pois sabe que qualquer outro clã não vai aceitá-la por causa de ela não conseguir chamar seu lobo interior e, por isso, ser considerada uma aberração. Só que Salvation Pack é bem diferente, pois os amigos que o fundaram têm outros objetivos e querem mudar o que não consideram certos em alguns costumes arraigados entre os lobos. Cherise fica confusa ao ver a interação dos membros do clã e vai aos poucos percebendo que ali ela poderia ser feliz, ainda mais ao perceber que Cole é seu companheiro destinado – algo que ela nunca pensou que encontraria – e ir se apaixonando por ele.

Cole também vai se apaixonando por Cherise, mas ele sabe que ela não vai ficar para sempre, pois morre de medo de trazer uma guerra entre clãs por causa de sua condição e da perseguição que sofre. E ela descobre que Salvation Pack já tem um clã que quer destruí-los – a antigo clã deles, liderados pelo pai de Jacques e Louis ,  e não quer aumentar os problemas.

Walters consegue nos trazer esses conflitos numa escrita ágil e com cenas ultra hots! Cole e Cherise têm uma química perfeita e ver a interação dela com os outros membros do clã é bem interessante. Adorei o modo como Cole vai se revelando aos poucos para nós, leitores, e vamos vendo a intensidade do amor e lealdade dele! Cherise também vai crescendo diante de nossos olhos e vamos percebendo que ela só precisava se sentir segura e amada para desabrochar.

Essa está se tornando uma de minhas séries favoritas e não vejo a hora de ler as histórias de Gator e Louis – e espero que apareçam mais personagens...

Como é a semana de lançamento, se você comprar na loja da Samhain, tem desconto! Segue o link.

27 de outubro de 2014

Mack´s Witness de Myla Jackson

Cansado de comer areia e desviar de balas, o Capitão dos Fuzileiros Navais Mack Magnus está pronto para relaxar e aproveitar o casamento de seu irmão em Dublin. Se isso envolver alguns litros em um excêntrico pub irlandês e transar com uma bela irlandesa, melhor ainda.

Ao invés disso, ele acaba recebendo ordens da prima da noiva. Cansado do atrevimento dela, ele a beija para calá-la. Agora ela tem uma nova missão: conseguir seduzir a sexy ruiva.

A ocupada modelo internacional Deirdre Darcy conhece bem o tipo do Fuzileiro de 1,93 m: sexo quente e sem compromisso e partir para novas conquistas. Cair na cama com o bastardo arrogante Mack? Não obrigada! Quando ela tromba com uma dupla de ciganos irlandeses deixando uma cena de assassinato, ela precisa se esconder ou será a próxima vítima.

Com seus instintos protetivos a toda, Mack foge com Deirdre para uma pequena cidade onde é mais fácil mantê-la segura. Exceto que não há escapatória para a grande atração ou para algo que nenhum deles queria. Amor.

Hearts  & Heroes # 2

Uma história bem rápida e gostosa! Como no primeiro livro, os protagonistas praticamente se apaixonam à primeira vista, mas lutam para resistir ao sentimento! É bem interessante ver essa luta...

Mack está na Irlanda para o casamento do irmão e lá conhece a prima da noiva, Deirdre. Ela é uma modelo internacional super famosa e no auge da carreira. Ele é capitão dos Fuzileiros Navais e tem somente um mês de folga antes de ser enviado a outra missão. A agenda deles é em que se pegam para dizer que não vai dar certo... Só que a atração entre eles é forte e intensa e quase impossível de resistir.

Junte a isso um assassinato no hotel em que estão hospedados para a cerimônia e temos um roteiro para aproximar ainda mais esses dois. Gostei das cenas de ação e das cenas hiper hots. Myla consegue nos conduzir pela história de forma inteligente e nos faz acreditar que o amor pode acontecer mesmo bem rápido e certeiro.

Aproveitamos para conhecer os outros irmãos e uma irmã e agora é aguardar as histórias deles!

22 de outubro de 2014

YOU OWN ME DE SHILOH WALKER (Kindle Daily Deal)

 

You own me

YOM Promo Banner

Apenas Hoje (22/10) Promoção – US$ 0,99

Minha Resenha Aqui

About YOU OWN ME:

It had always been her…
Ten years had passed since the doors slammed shut behind Decker Calhoun, taking away his freedom, but more importantly, locking him away from Elizabeth Waters, the only woman he’d ever loved—the woman he’d given up everything for.


The day he was sentenced, he’d looked at her and said, No regrets, Lizzie. But he lied, because he did have one. Although he’s been out of jail for three years now, he was a year too late. Lizzie never knew how he felt and just months before he was released, she found somebody else and it’s too late.


Or maybe not. It seems that Lizzie’s boyfriend wants an open relationship and two can play at that game. Now all Decker has to do is convince Lizzie that he’s the better man…and has been all along.


Genre: Contemporary Erotic Romance.

(Sempre foi ela...

Dez anos se passaram desde que as portas se fecharam atrás de Decker Callhoun, tirando sua liberdade, mas mais importante, separando-o de Elizabeth Waters, a única mulher que amou – a mulher pela qual ele desistiu de tudo.

No dia em que foi sentenciado, ele se olhou para ela e disse "Sem arrependimentos, Lizzie". Mas ele mentiu, porque ele tinha um. Embora ele esteja fora da prisão já há três anos, ele está um ano atrasado. Lizzie nunca soube como ele se sentia e apenas alguns meses antes de ele ser libertado, ela encontrou outro alguém e é muito tarde.

Ou talvez não. Parece que o namorado de Lizzie quer um relacionamento aberto e dois podem jogar esse jogo. Agora tudo o que Decker precisa fazer é convencer Lizzie de que ele é o melhor homem... e sempre foi.)

Excerpt:

Snarling, he tore his mouth from hers and jerked away, sitting at the far end of the futon. With hands that shook, he rubbed at his face.

Son of a bitch.

“Lizzie…fuck. I’m sorry.”

A harsh intake of breath reached his ears and the last thing he wanted to do was face her, but that was what he made himself do.

The minute he turned his head to look at her, she surged up off the futon, moving across the small office to stand by her desk, head bowed, arms wrapped around herself. “Get out,” she said, her voice quiet.

Too quiet.

“Lizzie?”  Wincing, he climbed off the couch. “Look, I’m sorry. I shouldn’t have—”

“Don’t.”  The word was pure steel and it caught him off-guard, for a second.

But just a second. Because while Lizzie was soft and sweet, under all of that, she was steel. She always had been—he’d figured that out when he hadn’t chased her off within the first few hours of meeting her. Now, as she turned and looked at him, tears glinted in her wide, dark brown eyes, but nothing could hide the fury, and the hurt, in those eyes.

Fuck, he thought miserably. Rising from the couch, he lifted a hand only to let it fall uselessly to his side. “Lizzie, I’m sorry. I didn’t—”

“I don’t want to hear it!” she shouted, cutting him off.

He had to duck to avoid the little potted orchid she sent flying his way. And damn, she still had a good throwing arm.

“Do you hear me?” she said, her voice starting to shake. “I don’t want to hear. I get it, okay?  Nobody wants me. No fucking body. I’m fine as a doormat for Noel as long as I let him treat me like shit, but he doesn’t want me. Neither do you. I get it. Okay?”

Stunned shock rippled through him as she shoved her tumbled hair back from her flushed face. Her eyes shot sparks as their gazes clashed. “I get the point. You’re a fucking hound dog and I know that. But I’m not good en—”

He caught the rest of her words with his mouth and when she went to shove him back, he caught her wrists, too. Sinking his teeth into her lower lip, he backed her up against her desk. “Not want you?” he muttered against her mouth. “Are you blind?”

She tried to turn her head and he tangled a hand in her hair, yanked it back. Her pupils flared, her mouth falling open on a startled moan. “Give me your mouth, Lizzie,” he said and then, without waiting, he took it, thrusting his tongue deep.

She bit him and he responded by letting her wrists go and catching her hips, boosting her up with one arm while he used the other to swipe out against her desk, clearing it with one careless gesture. Lizzie worked her hands between them and although he didn’t break away from her mouth, part of him held his breath—waited.

When she reached up and tangled her hands in his hair, he snarled in savage satisfaction.

Lying her down on her desk, he broke away. Her hands clutched at him and he caught them, shifted her wrists to one hand and pushed them up over her head. Then, as he held her gaze, he reached down and freed the top button of the top she wore. With each successive button, he bared more and more skin, pale, pretty skin, lush curves, her breasts cupped by silk and lace and his brain almost exploded as he flicked a look from her face downward to study those ripe curves.

“My hands are shaking,” he said, struggling to keep his voice from doing the same as he trailed his fingers along the delicate lace design of her bra, watching as a soft blush pinked her flesh and started to climb upward. “I’ve dreamed about touching you a thousand times and now I am and my hands are shaking…”

Now he looked at her, watched her throat work as she swallowed.

“And you think I don’t want you.”

 

Buy Links:

Amazon ** Barnes and Noble ** Kobo ** iTunes ** ARe ** Amazon.br

Author PhotoAbout Shiloh Walker:

Shiloh Walker is an award-winning writer…yes, really! She’s also a mom, a wife, a reader and she pretends to be an amateur photographer. She published her first book in 2003. Her newest series, Secrets and Shadows, launched in April 2014. Look for the newest book Deeper than Need, to be followed by Sweeter than Sin and Darker than Desire.

She writes romantic suspense, contemporary and paranormal romance, and urban fantasy under the name J.C. Daniels.

(Sobre Shiloh Walker:

Shiloh Walker é uma escritora ganhadora de muitos prêmios... sim, de verdade! Também é mãe, esposa, leitora e finge ser uma fotógrafa amadora. Ela publicou seu primeiro livro em 2003. Sua mais nova série, Secrets and Shadows, foi lançada em Abril de 2014. Procure pelo novíssimo livro Deeper than Need, a ser seguido por Sweeter than Sin e Darker than Desire.

Ela escreve suspense romântico, romance contemporâneo e sobrenatural, e urban fantasy sob o nome J.C.Daniels.)

Links:

Website http://shilohwalker.com/

Facebook  https://www.facebook.com/AuthorShilohWalker

Twitter  https://twitter.com/shilohwalker

Author Goodreads https://www.goodreads.com/author/show/96909.Shiloh_Walker?from_search=true

YOU OWN ME Goodreads https://www.goodreads.com/book/show/22612448-you-own-me

Newsletter Sign Up  http://writerspace.com/contests/shilohwalker.html

Pinterest  http://www.pinterest.com/shilohwalker

14 de outubro de 2014

Rock Courtship de Nalini Singh

O que acontece quando o Cavalheiro do Rock resolve jogar sujo?

Baterista da banda de rock mais quente do planeta, David tem uma única e poderosa fraqueza: Thea, a relações pública da banda e a mulher que lhe tira o fôlego cada vez que se move.

O único problema é que Thea não se envolve com seus clientes – ou músicos. Emocionalmente ferida por um ex traidor, ela não vai arriscar seu coração com um homem que tem groupies rondando como moscas. Mesmo se o sorriso sexy dele a deixe abalada.

O que ela não sabe é que David é um homem de uma mulher só... e está perdidamente apaixonado por ela. David está determinado a provar que vale a pena se arriscar por ele, e disposto a cortejá-la, passo a delicioso passo. Thea está para descobrir o quão duro e por quanto tempo esse baterista pode jogar.

Rock Kiss # 1,5

Conhecemos David no livro anterior e vimos o quão apaixonado por Thea ele está. Molly, irmã de Thea, dá uma ideia ao baterista: escrever um memorando para a relações públicas explicando item a item por que ela deve lhe dar uma chance. Segundo Molly, Thea não vive sem seu smartphone e e-mail, e é impossível para ela resistir a um memorando bem escrito. E diz mais: David deve estar pronto para receber uma resposta ressaltando os  motivos por que eles nunca dariam certo – e teria de ter uma resposta afiada para rebatê-la.

E assim, vamos acompanhando essa corte entre David e Thea e nos apaixonando pelos dois, pois os memorando são quentes, bem escritos e simplesmente maravilhosos! Claro que Thea joga duro, mas David não dá trégua e vai conseguindo conquistá-la. Se bem que não é tão difícil assim, pois Thea sempre teve uma quedinha por ele...

Adorei ver mais sobre David, que veio de uma família humilde de Nova York e só conheceu seus companheiros de banda no colégio interno por ter conseguido uma bolsa de estudos. E é lindo ver como ele não renega suas raízes e como faz de tudo para dar conforto aos pais e irmãos agora que está milionário. David não é do tipo rock star largado e que só apronta para aparecer. Discreto e bem vestido e super educado, ele é conhecido como Cavalheiro do Rock. Mas ele tem um lado super bem humorado e é ele quem mantém o clima de família entre os membros da banda.

Thea, por sua vez, também é uma mulher que aprecia muito a família e faz de tudo pelos pais e irmãs. A mãe foi enganada pelo pai dela – que é também o pai de Molly – um político sem vergonha que seduzia várias mulheres, até mesmo adolescentes, o que resultou num escândalo que acabou com sua carreira. Thea e Molly se conheceram já adultas, mas a ligação forte delas é algo muito palpável e lindo.

Acho que por David e Thea terem essa forte influência familiar foi fácil para eles começarem a se envolver. Mas como é um romance, temos, claro, vários fatores que eles deverão enfrentar para chegarem aos felizes para sempre. E Nalini consegue nos levar por toda essa história nos emocionando e nos surpreendendo... E o mais legal é que essa história se passa paralelamente à história de Fox e Molly e assim vamos nos lembrando e acompanhando o casal novamente.

Mais uma série super legal e recomendada da Nalini!

22 de setembro de 2014

Rock Addiction de Nalini Singh

Molly Webster sempre seguiu as regras. Depois de um horrível escândalo que destruiu sua adolescência e a tornou foco da mídia, ela jurou viver uma vida comum. Sem fama. Sem erros. Sem dor. Então ela encontra Zachary Fox, um roqueiro bad boy tatuado com a voz de uísque e pecado, e um toque que pode se tornar um vício.

Fox promete um calor efervescente e prazer perigoso, persuadindo Molly a estender de uma noite de paixão para um caso de um mês. Depois disso, ele se vai para sempre, sua vida nunca mais intersectando com a dela. Sexo e pecado e indulgência sensual, tudo com data certa pra terminar. Sem laços, sem arrependimentos. Tarde demais, Molly percebe que não é só seu corpo que está viciado em Fox, mas seu coração...

Rock Kiss # 1

Como vocês sabem, Nalini Singh é minha escritora número 1! Então é claro que tudo o que ela publica eu corro ler. E não foi diferente com essa nova série que ela está nos trazendo. Mas, diferentemente das outras duas séries dela que eu acompanho, nessas histórias não temos o lado sobrenatural e/ou de fantasia, mas sim romance contemporâneo – e super-hiper-HOT!

Molly é uma moça comum e centrada, que passou por um período super difícil na vida devido a um escândalo envolvendo sua família e a perseguição da imprensa que isso causou. Por causa disso, hoje ela tenta viver o mais anonimamente possível, sem chamar a atenção para si. Portanto, se envolver com um rock star, ainda por cima o líder da banda Schoolboy Choir, não é algo que esteja em sua agenda... Mas como resistir ao charme e carisma de Zachary Fox? Ainda mais quando ele decide que ela é a mulher que ele quer.

Molly e Fox se conhecem em uma festa promovida pela irmã dela – Thea – que é a assessora de imprensa da banda. E da festa eles partem para uma noite de muito sexo e descobertas. Mas quando Molly achava que seria só uma noite, Fox já estava planejando um modo de convencê-la a dar uma chance a eles. Claro que ele não sabe dos problemas que ela tem com aparecer na imprensa. E Molly nem imagina a bagagem que Fox traz. Os dois são super problemáticos – e ainda assim se completam de uma forma incrível!

Gostei do modo como Nalini foi desenvolvendo o relacionamento de Fox e Molly. Dá para ver os dois crescendo diante de nossos olhos! E adorei como eles foram enfrentando e resolvendo tudo o que a vida jogava contra eles. E já estou super curiosa com os outros casais que podem se formar durante a série, pois Nalini vai nos dando dicas e criando situações que vão nos deixando "acesas" e ansiosas para que ela escreva bem rápido...

Mas daí a gente lembra que ainda tem as outra duas séries – Psy-Changeling e Guild Hunters – e fica super dividida, pois queremos tudo ao mesmo tempo agora... Mas com calma vamos desbaratando esses vários universos e nos apaixonando ainda mais pela criatividade e beleza que é a obra de Nalini Singh.