17 de outubro de 2008

KISS OF CRIMSON de Lara Adrian


Ele chega até ela mais morto que vivo, um enorme estranho vestido de negro, crivado de balas e perdendo muito sangue. Enquanto ela luta para salvá-lo, a veterinária Tess Culver não faz idéia de que o homem que se chama Dante não é totalmente humano, mas da Raça (Breed), guerreiros vampiros envolvidos numa desesperada batalha. Em um momento único e carregado de erotismo, Tess é lançada no mundo dele – um lugar perigoso e na penumbra onde vampiros Rebeldes vagam na noite trazendo o terror.
Assombrado por visões de um futuro obscuro, Dante vive e luta como se não houvesse amanhã. Tess é uma complicação que ele não precisa – mas agora, com seus irmãos sob ataque, ele deve protegê-la de uma ameaça crescente, que inclui a si mesmo. Por causa de um beijo rápido e irresistível, ela se tornou parte de seu reino subterrâneo... e o toque dele a desperta para dons escondidos, desejos e fomes que ela nem sonhava em possuir. Ligados pelo sangue, Dante e Tess devem trabalhar juntos para acabar com os inimigos mortais, ao mesmo tempo em que descobrem uma paixão que transcende os próprios limites da vida...


O segundo volume da série Midnight Breeds traz Dante, um vampiro italiano e maravilhoso. Dante é perseguido por visões de sua própria morte – dom que herdou da mãe humana, que previu, além do próprio fim, o fim de seu companheiro vampiro. Por ter essas visões, ele não cria laços afetivos com ninguém além de seus amigos e companheiros da Ordem – vampiros que lutam para acabar com a ameaça dos Rebeldes (Rogues).

Vou postar um trecho para dar uma idéia do que são esses Rebeldes:

“...Todo vampiro tem sede, todo vampiro tem de se alimentar – às vezes matar – para sobreviver. Mas todos e cada um deles também sabia que a linha entre necessidade e gulodice era fina, apenas uma pequena porção de sangue. Se um vampiro consumir demais, ou se alimentar além da necessidade com muita freqüência, ele corre o risco de se viciar, de entrar em um permanente estado de fome conhecido com Sede de Sangue. Perdido para a doença, ele se tornaria um Rebelde, transformando-se em um violento viciado que faria qualquer coisa pela próxima dose.

A selvageria e indiscrição dos Rebeldes ameaçavam toda a Raça de exposição para os humanos, uma ameaça com a qual Dante e o resto da Ordem não concordavam.”


Como se vê, essa é uma ameaça que paira sobre todos os vampiros. A luta é constante para se manter são e fugir da Sede de Sangue

Tess estava em sua clínica, onde esperava Ben, seu ex-namorado. Ben resgatava animais selvagens que estavam em situação de risco e os levava a santuários. Antes, ele sempre passava na clínica para que Tess fizesse uma verificação da saúde e estado em que os pobres animais se encontravam. Dessa vez era um tigre que era mascote de uma loja de armas. Ao ficar sozinha, Tess ouve ruídos no depósito. Ao ir investigar encontra um homem mortalmente ferido. Ao ajudá-lo, ela é atacada.

Dante havia caído em uma emboscada. Ferido e perdendo muito sangue, ele precisava se alimentar para continuar vivo. A única pessoa que encontrou foi Tess. Mas, depois de beber o sangue dela, ele viu a marca de Breedmate (Parceira da Raça). Já era tarde... Uma parte da Ligação de Sangue já havia sido feita – ele se alimentou de uma Breedmate, e pelas leis da Raça, ela agora era dele.

Ao mesmo tempo, a Ordem descobre que uma nova droga – Crimson – vem transformando jovens dos Santuários em Rebeldes. Essa droga é distribuída em raves e casas noturnas freqüentadas pelos jovens vampiros, e depois de consumi-la, eles se perdem para a Sede de Sangue. Um agente do Santuário de Boston, Sterling Chase, oferece-se para ajudar os guerreiros a encontrar o traficante. Mas, ele tinha outros motivos ao se oferecer para essa missão.

Dante procura por Tess e consegue fazer amizade com ela. Essa amizade transforma-se em paixão e os dois acabam se envolvendo. Dante tenta evitar se apaixonar, pois sabe que sua morte logo chegará. Mas conforme o envolvimento com Tess vai se aprofundando, outros perigos e ameaças surgem, sendo que a principal delas é que o traficante por quem a Ordem está procurando é Ben.

Eu adorei esse livro. Dante é apaixonante, e Tess é uma mulher forte e corajosa, além de adorar os animais. Uma de minhas cenas favoritas: Dante mente para Tess que tem um cachorro e que o levará para ela conhecer. Ele vai a um abrigo de animais e compra um cãozinho que está praticamente morrendo. Quando ele leva para Tess ver, imagine como ela fica... Ele não sabe se o cão é vacinado, quando foi a última consulta com o veterinário, não sabe se o cão está se alimentando bem ou não, enfim, passa por um dono completamente relapso. Sorte que Tess já está meio caidinha por ele. Se fosse a veterinária que cuida de meus cães, acho que ela o denunciava por maus tratos e negligência.

1 comentários:

poetriz disse...

Também adorei esse livro, especialmente por causa da veterinária! E pelo guerreiro ser mais bem humorado que o anterior.
Agora estou lendo o do Tegan, e estou decepcionadíssima, porque queria que a mocinha ficasse com o cunhado dela e não com ele! Pode? Coisas de leitoras.

Bjs