10 de janeiro de 2014

After the Storm de Maya Banks

Através dos anos, Donovan Kelly lutou incansavelmente por justiça, com mulheres e crianças sempre conseguindo um lugar especial em seu coração. Trabalhando ao lado dos irmãos, Donovan testemunhou em primeira mão o preço que isso causou – fisicamente, mentalmente e emocionalmente – em seus familiares amados, e nas vidas inocentes que foram pegas no fogo cruzado. O que ele não esperava era que sua próxima missão viesse em sua cidade natal – ou que se transformasse em algo muito pessoal.

O pitoresco Lago Kentucky é o lugar perfeito para uma alma em busca de porto seguro. Uma bela estranha chega – desesperada, sem folego e fugindo de um passado obscuro que está se fechando sobre ela e seus irmãos a quem jurou proteger. Donovan vai ter de lançar mão de todos os recursos que possui se quiser salvar a mulher e as crianças que podem provar ser seu destino.

KGI # 8

Esse livro deveria vir com um aviso: "Cuidado! Após começar a leitura vai ser impossível parar..."

Sabe aquela história que te prende e não te larga até chegar ao final? Pois então... é essa. Uma trama bem elaborada, suspense na medida, personagens secundários que nos fazem desejar que ela escreva logo um livro sobre eles, e mais uma gama de situações que deixaram a leitura bem dinâmica! Só que, ao mesmo tempo, Maya conseguiu me irritar um pouco com repetições infinitas do mesmo pensamento... Não sei quem ela estava tentando convencer: o leitor, os personagens ou a si mesma para toda hora ficar tocando a mesma tecla!

E que tecla é essa, vocês podem me perguntar. E eu respondo: é Van sempre desejando o que os irmãos têm: uma família, uma mulher para chamar de sua e toda a felicidade e confusão e problemas que isso traz! Era uma constante esse desejo se repetindo a cada poucas páginas que cheguei a ficar irritada...

Bom... o começo do livro traz Rusty tentando ajudar um menino de 15 anos, a mesma idade que ela tinha quando foi "adotada" por Marlene Kelly e encontrou uma família extraordinária. Ela reconheceu em Travis toda o medo e a fome e a necessidade de se esconder e ser invisível que ela tinha naquela idade. É quando envolve Donovan em seu plano para ajudar Travis e suas duas irmãs, pois Donovan e sua necessidade de proteger mulheres e crianças não consegue ficar de lado...

Ao seguirem o menino, eles descobrem que Travis e suas irmãs, Cammie e Eve, vivem em um trailer caindo aos pedaços e estão completamente apavorados! Do que sentem tanto medo? O que faz uma menina de 4 anos se encolher de medo com a aproximação de um homem? Donovan sente todos os seus instintos protetores gritar e resolve que vai conseguir descobrir qual ameaça paira sobre essa pequena família e eliminá-la! Ele só não contava que a missão se transformaria em algo pessoal quando se vê se apaixonando à primeira vista por Eve e já planejando uma forma de trazê-la, e a seus irmãos, para viver com ele...

Não sou estranha ao fato de amor à primeira vista acontecer (afinal sou leitora de romances!), mas acho que Maya pecou aqui por fazer tudo acontecer muito rapidamente e de forma meio caótica! Não estou dizendo que o romance entre Donovan e Eve seja chato ou "forçado", pois como disse, acredito mesmo em amor à primeira vista. O que quero dizer é que as situações foram acontecendo muito rapidamente – praticamente no espaço de dois ou três dias – e não acho que uma pessoa que esteja fugindo e não confie em ninguém ceda tão rápido, mesmo acreditando estar se apaixonada.

Desde o começo Maya disse que esse livro seria diferente. E foi! Tivemos muito mais da família, da interação entre eles, de vê-los juntos. E menos missão perigosa. Quase não teve tiros nessa história!!!!! E já tivemos um pequeno gostinho de um casal por quem estou torcendo desde sempre e, que pelo jeito, vai deslanchar logo, logo. Só que não no próximo livro, que será de Swanny  que teve uma linda participação na história do Van.

Não foi dos meus favoritos na série, mas foi uma leitura bem intensa!

3 comentários:

Divs B. disse...

Quando um autor fica repetindo um mesmo pensamento muitas vezes é chato mesmo, ainda mais quando um personagem é fixado em alguma coisa, como o da sua resenha.
Não li nenhum livro da autora ainda, mas as resenhas que tenho lido dela são bem positivas, embora tenha sempre um ponto negativo.
Até mais!

Regina disse...

Oi Divis,

Realmente essa repetição fez a história perder uns pontos comigo... sorte que a trama me prendeu e não consegui largar o livro mesmo irritada!

A Maya tem livros muito bons e ela escreve em gêneros bem variados. Com certeza você vai encontrar algo dela de que goste.

bjs

Silvia Silva disse...

Estou apaixonada pela série kgi, li a sweet e gostei tbm da Obsessão, Delírio e Fogo. Maya é ótima, mas estou com problemas pra encontrar o 8 :( Li tds pelo docsgoogle, mas o 8 não acho :( Alguma dica?!?