20 de maio de 2012

Insurgent de Veronica Roth

Uma escolha pode lhe transformar – ou lhe destruir. Mas cada escolha tem consequências e quando a agitação aumenta nas facções ao redor dela, Tris Prior deve continuar a salvar todos a quem ama – e a si mesma – enquanto se agarra a assombrosos problemas de luto e perdão, identidade e lealdade, política e amor.

O dia de iniciação de Tris deveria ter sido marcado por celebração e vitória com a facção de sua escolha; ao invés disso, o dia terminou com horrores inenarráveis. A guerra agora assoma, enquanto os conflitos entre as facções e suas ideologias crescem. E, em tempos de guerra, lados devem ser escolhidos, segredos aparecem, e escolhas se tornarão ainda mais irrevogáveis – e ainda mais poderosas. Transformada por suas próprias escolhas, mas também assombrada pela dor e pela culpa, por novas descobertas radicais e por relacionamentos que mudam, Tris precisa abraçar completamente sua Divergência, mesmo sem saber o que pode perder ao fazê-lo.

Divergent # 2

 

Estava esperando ansiosa por esse livro! E que história ele trouxe!

A história começa logo onde terminou o primeiro volume e já vemos Tris e Tobias correndo e enfrentando situações bem perigosas. Tris ainda está abalada pelas perdas e pelo que teve de fazer durante a simulação e não consegue se abrir com Tobias e contar tudo o que realmente aconteceu. E, por segurar tudo dentro de si, ela vai sofrer muito na primeira metade do livro.

Depois que pararam a simulação e conseguiram sair do quartel dos Corajosos (Dauntless), Tris e Tobias e os demais sobreviventes se refugiam no setor da facção Amizade (Amity). Mas como essa facção não acredita em conflitos, logo eles têm de partir e buscar refúgio na Honestidade (Candor). Ficamos sabendo que os elementos da Coragem estão divididos: metade estão com os Eruditos e a outra metade está tentando se restabelecer e conta com a ajuda de Honestidade. Para saber mais sobre as facções, achei um site bem legalzinho aqui. Mas essa união entre Honestidade e Coragem não dura muito e logo nossos heróis resolvem voltar para casa, ou seja, o quartel da própria facção.

Nesse meio tempo, os sem facção também começam a mostrar sua força e a se revelar bons aliados. Só que Tris fica sabendo que um dos líderes sobreviventes da Abnegação tem um segredo que foi roubado por Jeanine, líder dos Eruditos, e essa informação é vital para a sociedade em geral. Ou melhor, esse segredo é bem provavelmente a causa do ataque e da possível guerra entre as facções. E, a busca por esse segredo pode muito bem causar uma ruptura entre Tris e Tobias e ser a causa de uma possível separação.

Adorei acompanhar o crescimento dos sentimentos entre Tobias e Tris e ver como eles, mesmo não estando grudados o tempo todo e com algumas discordâncias entre eles – e algumas bem graves – ainda conseguiam dedicar tempo para os dois e para fortalecer a relação. Tenho que reconhecer que teve horas que fiquei com muita raiva de Tris! Cheguei até mesmo a parar de ler por algumas horas de tanto que queria sacudí-la!!!! Como ela é teimosa e não se abre com Tobias e está sempre se arriscando! Tobias não fica muito atrás no quesito teimosia, mas ele é bem mais maleável que Tris. Mas o bom é que os dois se respeitam e, quando se abrem, um sabe ouvir o outro...

O que posso garantir é que a leitura desse livro nunca vai ser enfadonha! Veronica consegue imprimir um ritmo vertiginoso à trama e sempre, sempre está acontecendo algo que nos deixa sem fôlego!  O final, como não podia deixar de ser, é apoteótico e já nos deixa ansiosos pela continuação – que só deve sair em 2013...  Mas até lá, com certeza vou dar um jeito de reler esses dois primeiros, pois vale muito a pena!

2 comentários:

Blog +25 disse...

Você já ficou dividido entre o seu sonho e algo que também fosse importante? Até que ponto você iria para realizar o seu maior sonho? Do que você seria capaz de abrir mão para conquistar aquilo que você mais deseja na vida?
Duas amigas vivendo na loucura metropolitana de São Paulo dividem um apartamento, seus sonhos, medos, objetivos, dúvidas.
Em meio a histórias divertidas elas buscam alcançar a tão sonhada fama artística, sem perder o bom humor (as vezes ácido) das situações, mesmo quando as decisões são difíceis e decisivas para os seus destinos.
Visite o nosso blog +25 e conheça a trajetória dessas duas personagens sonhadoras, intensas e neuróticas!

http>//mais25.blogspot.com

Expedito Gonçalves Dias disse...

Regina, gosto muito de resenhas e indicações. E seu blog está de parabéns! Grande abraço!