31 de julho de 2011

His Woman in Command de Lindsay McKenna

Black Jaguar Squadron #1

A Capitão Nike Alexander está no Afeganistão por apenas uma razão – usar suas habilidades de piloto. Ela não tem tempo para homens, especialmente militares. Bancar a difícil com o Capitão Gavin Jackson é tão fácil para ela quanto pilotar um de  seus Apaches. Mas o sorriso sexy como o pecado de Gavin está tornando difícil para ela dizer não.

Capitão Jackson adora um desafio, mas nunca encontrou um tão impressionante quanto Nike. Justo quando o gelo entre eles começa a derreter, Nike se encontra numa situação perigosa. Agora Gavin tem de usar sua experiência como Operações Especiais para resgatar a mulher sem a qual não consegue viver…

Estou numa fase de ler Lindsay McKenna, por isso podem esperar algumas resenhas dessa autora. Li, somente esse mês, 04 livros dela!

O que eu achei muito interessante nesse livro foi:

1. A Esquadrilha Black Jaguar é formada apenas por mulheres.

2. Vemos a ação se passando no Afeganistão. Não são soldados que voltaram da guerra, mas que estão lá, lutando e tentando sobreviver.

Nike chega à base americana para participar da guerra. Ela tem habilidade em pilotar dois tipos de helicópteros: CH47 – transporte de cargas e tropas e o Apache, que é de combate e fornece assistência aérea às tropas terrestres. Já ao chegar, ela conhece o Capitão Gavin Jackson, que está na base com seu grupo, curtindo o ultimo dia da semana de folga antes de voltar à frente de batalha. O primeiro encontro entre eles é bem desafiador, pois ambos vieram de perdas amorosas mais ou menos recentes e estão meio que vacinados contra o amor, mas ainda assim, há uma ligeira chama começando a arder entre eles.

Ficamos sabendo que há vários grupos de soldados, divididos em batalhão de 10 membros, que ficam um mês lutando na frente e uma semana folgando na base. São chamados de A-
Team e são de Operações Especiais. Eles usam roupas afegãs e os soldados deixam a barba crescer exatamente para se passar por habitantes locais e poder se misturar à população da montanha e, assim, lutar contras os Talebans.

Gavin é o comandante de um desses batalhões e, coincidentemente, Nike é apontada como piloto que os levarão à proxima missão: fazer contato com uma vila nas montanhas, oferecendo recursos médicos e humanitários para tentar ganhar a confiança da tribo e, assim, formar uma parceria para lutarem juntos contra um inimigo comum: os Talebans. Muitos afegãos não concordam com os métodos desse grupo radical, mas têm medo da violência que eles trazem e é com esse ódio que os americanos estão contanto para isolar os radicais e ajudar a população local.

Há muitas cenas de batalhas e vemos que essa é uma guerra bem violenta, mas o que mais me prendeu a atenção foi a vida militar e seus códigos de conduta. Muita coisa que eu nem imaginava.

Outra surpresa foi Gavin! Ele é um homem extremamente confiante sem ser arrogante! Ele é um líder nato e seus homens o seguem sem medo. E ele é muito, mas muito carinhoso e paciente com Nike, que não queria se entregar ao amor e lutava com todas as forças para resistir ao charme dele.

Como esse livro é da Harlequin (Silhouette), vou ficar torcendo para ele sair por aqui!

Fotos dos Helicópetos pilotados por Nike:

AH-64D-Apache-Fire-Control-Radar-1-BITMPUCNXB-1024x768 Helicópeto Apache

 

id_ch-47_chinook_01_700

 

 

 

CH47

1 comentários:

Lilian disse...

Ai, Deus, mais um pra listinha de quero-ler... rs.