31 de julho de 2012

Bared to You de Sylvia Day

 

Nossa jornada começou em fogo...

Gideon Cross entrou em minha vida como um relâmpago na escuridão: belo e brilhante, entalhado e incandescente. Me senti atraída por ele como nunca me senti por algo ou alguém em minha vida. Eu desejava seu toque como a uma droga, mesmo sabendo que isso me enfraqueceria. Eu sou imperfeita e problemática, e ele abriu essas trincas em mim tão facilmente...

Gideon sabia.

Ele tinha demônios próprios também. E nós nos tornaríamos espelhos que refletiriam as feridas mais privadas de cada um... e o desejo. Os elos do amor dele me transformaram, mesmo enquanto eu rezava para que os tormentos de nossos passados não nos destruíssem...

Crossfire # 1

 

Já faz algum tempo que venho ouvindo sobre esse livro – e sobre Gideon – , mas estava relutante em ler. Explico: comecei a ler uma série de Sylvia e não consegui engrenar na leitura... estava com medo de que aconteceria a mesma coisa com esse livro, por isso o receio. Vã ilusão! Simplesmente me apaixonei por Gideon e seu modo direto de ser!

Esse livro também vem sendo recomendado para quem está procurando livros que lembrem a trilogia 50 shades. Confesso que tem um pouco em comum com a história de James: um herói riquíssimo e com  problemas para se relacionar, paixão fulminante entre os protagonistas e algumas outras coisinhas... Mas há muitas diferenças também: Eva é rica (ao contrário de Ana), não é virgem e gosta muito de sexo, apesar de alguns traumas no passado.

Gideon e Eva não são um casal convencional. Há muita dor e muito trauma no passado de ambos e isso têm um grande peso no presente e no relacionamento deles. Mas quando estão juntos – e bem – é lindo de se ver! Sylvia capricha nos diálogos e na ação e vamos nos enredando cada vez mais na vida dos personagens e querendo saber mais sobre eles.

Eva está começando seu trabalho como assistente de um publicitário, Mark Garrity. A agência fica no edifício Crossfire, que é de propriedade de Gideon Cross, empresário multimilionário (faz parte dos 20 mais ricos da Forbes!) e lindo demais. Óbvio que os encontros casuais entre ambos vai se desenvolver em algo mais. E vou dizer: Gideon nem precisa de trabalho na hora da conquista, pois a beleza dele deixa Eva sem fala e sem conseguir pensar direito. Sorte dele, porque se dependesse das palavras que ele fala, nem teríamos romance. Um exemplo:

Cross said nothing until the car was on its way down; then he pushed the call button again and asked: " Are you sleeping with anyone?"

The question was asked so casually, it took a second to process what he said.

I inhaled sharply. "Why is that any business of yours?"

He looked at me and I saw what I`d seen the first time we met – tremendous power and steely control. Both of which had me taking a step back. Again. At least I didn´t fall this time; I was making progress.

"Because I want to fuck you, Eva. I need to know what´s standing in my way, if anything." (pág. 29)

(Cross não disse nada até o elevador descer; então ele apertou o botão de chamada novamente e perguntou: – Você está dormindo com alguém?

A pergunta foi feita de modo tão casual que levei uns segundos para processar o que ele disse.

Inspirei. – E isso é da sua conta, por que?

Ele olhou para mim e o que vi foi o que já havia visto na primeira vez que nos encontramos: um poder tremendo e um controle de aço. Ambos me fizeram dar um passa para trás. De novo. Pelo menos dessa vez não cai sentada; estou progredindo.

- Porque quero transar com você, Eva. E preciso saber o que está em meu caminho, se é que existe algo.)

Um aparte: Gideon sabe ser romântico também... é só que ele é sempre muito direto!

A trama tem muitos altos e baixos e muitas idas e vindas. Eva e Gideon dão muita cabeçada para se acertarem. Dá para perceber que a leitura não é nem um pouco monótona, não é? O livro é muito interessante e já estou aqui me coçando pelo segundo volume que sai só em outubro!

Além de Eva e Gideon, devo destacar alguns personagens secundários: Cary, modelo bissexual que mora junto com Eva e é tão lindo quanto Gideon e tão destrutivo quanto Eva e Gideon juntos. Cary e Eva se conheceram na terapia e são inseparáveis desde então. E Mark, e seu companheiro Steve, também são responsáveis por belos e divertidos momentos. Leitura recomendadíssima!

4 comentários:

Lilian disse...

Hum, bom saber que o livro é bom! Esse livro sai mês que vem aqui pela Cia. das Letras - ops, pela Paralela - e estou bem curiosa pra ler, mas estava com aquele medinho porque ainda não tinha lido nenhuma opinião em que confiasse. Agora quero me jogar na leitura. Bjs!

Natalia disse...

Adorei a dica! Devorei a trilogia Fifty Shades em uma semana e estava procurando algum livro parecido! Bjs

Francileide Sousa Lima disse...

Li e adorei. Muito bom a trilogia.

Ilda disse...

esse livro então é o quinto da série?