1 de dezembro de 2009

Burn for me de Dee Tenorio

BurnforMe

Doze anos atrás, Raul Montenga saiu de casa para viver sua vida em seus termos. Porém, nesse mesmo período, suas noites vem sendo assombradas por sonhos eróticos com Penelope, a garota que deixou para trás. Agora chega. Está na hora de descobrir se esse fogo é real, ou está apenas em sua imaginação.

Ele não estava esperando uma grande recepção, mas a indiferença e frieza dela lhe deu doeu mais do que ele queria admitir. Então ele ficou mais do que surpreso ao descobrir a sapeca filha dela parada em frente à sua porta, nervosa e… alegando ser sua filha!

O pior pesadelo da Dra. Penelope Gibson não é sua filha querer descobrir quem é seu pai. É encarar – e manter afastado – seu maior erro na juventude. Agora ele estava de volta e os sentimentos que ela achou estarem congelados estavam derretendo rapidamente. Junto com suas inibições, suas roupas e seu juízo.

O problema é que Raul não quer se contentar em somente conhecer sua filha. Ele quer tudo – o amor de Penelope, seu corpo e sua alma. Depois de doze anos construindo uma vida sem ele,  ela não está certa de poder confiar nele – ou em  si mesma – o suficiente para tentar.

Bom, só esse resumo já me fez querer ler esse livro. Adoro histórias com essa temática e passei o final de semana com Raul, Penelope e Chloe!

Raul volta para a cidade de Rancho del Cielo depois de 12 anos no corpo de bombeiros de Seattle. Mesmo distante, sonhos com Penelope não o deixam em paz, mas ele não se acha no direito de ir procurá-la depois de ter partido sem nem mesmo um adeus. Acontece que eles eram amigos de infância e Penelope sempre o amou e o perseguia incansavelmente. Para ela, ele era o melhor amigo e porto seguro, depois de ter perdido o pai muito cedo e a mãe ser fria e distante.

Penelope é uma mulher que se fez sozinha – com uma ajudinha da mãe, que mesmo fria, a acolheu e ajudou com Chloe. Quando descobriu a gravidez, foi sua mãe que a ajudou a cuidar da filha enquanto ela estudava medicina e crescia na carreira.

Chloe é sapeca, mas muito amada e feliz. Mas quer saber quem é seu pai. Ela econtra os antigos diários de sua mãe e descobre a paixão dela por Raul. Decide então confrontá-lo e ver se ele é seu pai. Imagine a surpresa dele, que nem se lembrava de ter feito amor com Penelope. A verdade é que ambos estavam bebados em uma festa quando aconteceu…

A partir dessa descoberta, Raul começa a se dedicar a aprender a ser pai! Mas ele também quer que Penelope o aceite  novamente. Que o ame novamente. Quer provar a ela que a ama e sempre amou, e que foi um egoísta em partir só para mostrar à sua família que podia. Para ela, que sofreu e conseguiu se reerguer, é difícil querer mergulhar outra vez nessa paixão, se entregar e sofrer novo abandono. Foi muito interessante ver essa “guerra” de vontades…

Depois que li, fui procurar no site da autora e descobri que esse é o terceiro volume de uma série – Rancho del Cielo. Imagine se já não estou procurando os dois primeiros!!

8 comentários:

Vinicius disse...

Regina,

- Gostei do resumo do livro. Parece ser bom. Depois nos conta sobre os dois primeiros livros? Se eu ver algum deles eu te aviso.

Abraço.

Tonks71 disse...

Nossa! Sabia que ia vir no seu blog e achar algum livrinho que ia amar. Também adoro essa temática.

Agora a pergunta que não quer calar você leu em inglês ou naquela versão impronunciável? rsrsrsrs
Se for na versão digital, vou caçar.
bjos.

Regina disse...

Oi Vinicius!

Pode deixar que quando ler os dois primeiros, eu venho comentar. Vi num grupo de leitura que Raul aparece nos outros... quem sabe não o veja com Pen na juventude? O resumo do primeiro parece ser bem engraçado!

Oi Tonks!

Então amo esse tema também, não resisto quando vejo um resumo assim rsrsrsrs.

Li na versão impronunciável, mas em inglês! Se vc quiser é só falar.

bjs

Carla Martins disse...

OI, Regina!!! Adorei esse livro....vou colocar na minha lista! E adorei o personagem chamar Raul....é o nome do maridão!!! :)

beijihos!

La Sorcière disse...

Oi Rê!
Adorei sua resenha, o livro parece ser tão bom!! Fora que a capa é apaixonante!!!

Passa lá no blog, tá rolando uma promo imperdível!!!
Bj

Marcio disse...

Adorei a resenha... queria tanto ler, mas que papo é esse de em inglês e na versão impronunciável?? Ah, deixa pra lá...rss

beijos,
Dé...

Luka disse...

Nossa !
Que história ! Adoro livros com essa "Guerra Interna" que vc falou.
Vou procurar por aqui. Preciso ler esse livro também !
Beijos de fada.
Luka.

Maraiza disse...

Oi amiga
tem selinho pra vc no meu blog
http://romancesparaviver.blogspot.com/
bjux