8 de outubro de 2010

Taken by Midnight de Lara Adrian

taken-by-midnight

Na gelada imensidão do Alasca, a ex-policial Jenna Darrow sobrevive a uma indizível ruptura de corpo e alma. Mas com sua sobrevivência vem um desafio ainda maior. Pois estranhas mudanças estão acontecendo dentro dela enquanto ela luta para entender – e controlar – uma nova fome. Para conseguir isso, ela procura abrigo no quartel da Ordem, uma antiga raça de vampiros guerreiros cuja existência é encoberta em mistério. Talvez o mais misterioso de todos seja Brock, um macho alfa pensativo e de olhos escuros cujas mãos têm o poder de confortar, curar… e excitar.

Enquanto ela se recupera sob os cuidados de Brock, Jenna se encontra atraida pela missão da Ordem: impedir que um cruel inimigo e seu exército de assassinos tragam um reino de terror para a Terra. Porém, apesar de suas decisões, um relacionamento puramente físico, sem compromissos, logo faz com que Jenna e Brock se unam com um desejo mais ardente do que a vida e mais forte do que a própria morte – até que um segredo do passado de Brock e a mortalidade de Jenna desafiem seu amor proibido a uma derradeira prova de fogo.

Quem me acompanha sabe que Lara Adrian e a Midnight Breeds é uma paixão que me mantém cativa! Estava esperando ansiosa por esse livro, pois Jenna e Brock se conheceram no livro anterior… ou melhor, Brock conheceu Jenna e a está ajudando a se recuperar do ataque brutal do Antigo, que quase a matou.

Brock herdou de sua mãe humana o dom de retirar a dor que uma pessoa sente. Pode ser dor física ou psicológica. Então ele é o mais capacitado a ajudar Jenna a atravessar essa fase de inconsciência e quase morte que resultou de seu encontro com o monstro ancestral dos vampiros.

Quando acorda, Jenna se vê numa enfermaria, sendo cuidada por Alex, sua melhor amiga, e um desconhecido de olhos escuros e gentis e uma voz que a acalma e faz sentir-se segura. Mas logo a realidade de sua situação se faz presente e a revolta e desespero tomam conta dela. E, apesar de se ver presa numa teia de acontecimentos que não se sabe onde vai levar, ela pode contar com o conforto e carinho que Brock lhe dedica.

Devo confessar que demorei a ver a liga entre o casal. Achei que eles ficaram “dançando” muito ao redor do outro antes de se entenderem. Mas depois que isso acontece, é pura paixão e descoberta!

Fora que a trama paralela – a perseguição a Dragos, o inimigo mais furtivo e perigoso que a Ordem já enfrentou – rende muitos excelentes momentos no livro. E o mais interessante é ver o papel central que as Breedmates (as mulheres dos guerreiros) têm na pesquisa e descobertas que ajudam seus maridos a estarem um passo a frente do bandidão! Adoro ver como eles ficam todos preocupados quando elas saem durante o dia – coisa que vampiros não podem fazer – mas mesmo assim confiam em que elas vão dar conta do recado! E podem ter certeza, elas fazem a diferença e desequilibram bem a situação… Por essa, Dragos não esperava!

5 comentários:

Anônimo disse...

A capa desse livro é linda!
Ele abraça ela com tanto amor,tanta paixão...ai,ai.
Queria um amor assim...

Lilian disse...

Essa série vai ser lançada no ano que vem no Brasil, não é? Agora, entrando no seu blog, é que me toquei que era dessa série que uma pessoa andou me falando.

Lilian disse...

BTW, andei fazendo mais resenhas da BDB no meu blog. Droga, estou viciada nessa série! Rs.

Regina disse...

Oi

Eu ouvi falar que a Universo vai lançar a série! Tomara...

E BDB é viciante mesmo - raras são as pessoas que não se apaixonam pelos vampiros da Irmandade!

bjs

karyne disse...

Amiga que eu faço com vc??

Mal eu começo um livro para te acompanhar, vc já pula em outro?
Linda Resenha Obrigada. Parei de ler a serie pq me perdi.kkkkkkkkkk
Fico em função da Irmandade da nisso!! Mas vou alcançar vc amiga.
Um grande abraço............talentosa!!