14 de outubro de 2010

Minha Doce Annie de Cheryl St. John (Maratona de Banca)

MINHA_DOCE_ANNIE__1247000549P

Annie não era como as outras jovens.

Colorado. América do Norte. 1878

Para a família, Annie era como uma boneca de porcelana. Luke Carpenter era a única pessoa que a via exatamente como ela era:  uma mulher adulta, cheia de sonhos, desejos e esperanças para o futuro… ao lado dele!

Para Luke, ela era a doce Annie, uma mulher com incríveis talentos e um coração tão aberto quanto o amplo céu do Oeste. Não houvera nem um momento sequer em que ele tivesse deixado de amá-la. Luke arriscaria tuco para torná-la sua esposa, mesmo contra tudo e contra todos!

maratona banca Outubro / 2010

Esse livro já entrou para a lista dos que devem ser guardados para sempre! Uma história absolutamente bela de superação, de entrega, de amor…

Quando Annie e Luke se conhecem ela estava fazendo 10 anos – era festa de aniversário dela -  e ele tinha 14 e estava chegando à cidade para morar com seu tio. Desde esse primeiro momento, Luke e Annie se entenderam de uma forma mágica. Ele a faz se esquecer da cadeira de rodas e a ensina cavalgar. Claro que depois leva uma surra do irmão dela e toda a família de Annie passa a odiá-lo…

Annie tem um defeito no quadril que a faz mancar. Sua mãe a trata como inválida e a obriga a andar de cadeira de rodas para não se cansar. Além disso, seus pais e irmão a tratam como uma criança com necessidade de contante proteção. Ela não tem liberdade para fazer nada!

Dez anos depois, Luke conseguiu construir um estábulo e agora cria cavalos e aluga carruagens e charretes. Um homem que se fez sozinho e a custas de muito trabalho! Annie continua protegida e cercada de cuidados pela família e só se sente livre e normal quando está na casa dos tios e com sua prima. Numa dessas estadias, ela consegue, finalmente, conversar com Luke – coisa que sua família sempre a impede de fazer. A amizade fácil ainda existe entre eles – e o amor que sentiram ao se conhecer quando crianças ainda está lá, presente e forte!

Achei maravilhoso o modo com Luke encoraja Annie a se libertar da cadeira de rodas, da super proteção de sua família e a assumir que é uma mulher com sonhos, desejos, capacidade e muito amor e carinho para dar a ele e a todos que a cercam! Ver Annie deixando de ser a “boneca de porcelana” e mostrando a seus pais e seu irmão que era uma mulher capaz de viver sua vida de forma plena – claro que com a ajuda de Luke – foi de deixar meus olhos marejados…

O livro vai num crescendo e com tudo se encaminhando de forma tão romântica, suave e bela que fiquei pensando que não havia um “drama” como em todos os romances, mas Cheryl preparou uma reviravolta que me surpreendeu e emocionou e fez me apaixonar ainda mais por Luke e Annie! Um livro que não deve faltar na biblioteca de quem ama uma ótima história e um belo romance com um casal inesquecível!

7 comentários:

Anônimo disse...

Oi,Regina!
Estou aqui como sempre gosto de fazer ... olhando as novidades.
Bjs,Dri.

Lariane disse...

Realmente perfeito. Amo essa auroa!

Débora Lauton disse...

Eu quero... vou correndo procurar esse livro...
O que escolhi para maratona eu não gostei, mas esse tem jeito de ser muito bom...

beijos,
Dé...

Carol disse...

Cheryl St John é MUITO boa mesmo... gostei de todos os livros que li dela... e esse eu não tenho...

La Sorcière disse...

Ahhh que lindo!
Vou procurar este livro!
Bj

Marcia disse...

puxa adorei...conseguir achar em e-book...vou ler correndo.

Suelen Mattos disse...

Nossa, que resenha linda!!! Até eu que não sou chegada em históricos fiquei com vontade de ler!!!