13 de janeiro de 2012

The Departed de Shiloh Walker

Uma obsessão de toda uma vida

O Agente Especial do FBI Taylor Jones tem como missão salvar aqueles que correm perigo por quaisquer meios que se fizerem necessários – inclusive empregando agentes com mediunidade, como Desiree "Dez"  Lincoln, que pode se comunicar com  espíritos desencarnados. Taylor é assombrado por seu próprio fantasma, sua irmãzinha, desaparecida aos seis anos. Por um quarto de século ele vem sendo torturado por sua perda e o mistério de seu desaparecimento.

Uma noite de indiscrição

Quando Dez é seriamente ferida, Taylor não consegue mais esconder seus sentimentos por ela. Envolverem-se pode ser um desastre para ambos – sem mencionar para aqueles que confiam neles para conseguir ajuda – mas quando Dez coloca as mãos sobre ele, ele não consegue resistir à poderosa atração. Mas depois de ceder a seus desejos, Taylor se afasta, Dez  prossegue sozinha.

Uma paixão inescapável

Respondendo ao chamado de um outro espírito angustiado, Dez é conduzida à cidade natal de Taylor. E quando os dois são forçados a se unirem para salvar uma garota em perigo, Dez pode ser capaz de, finalmente, ajudar Taylor a encontrar as respostas que vem procurando.

 

Taylor e Dez apareceram no livro The Missing e deixaram muita gente curiosa! (inclusive eu).  Tanto que nos agradecimentos de The Departed, Shiloh diz que Taylor só conseguiu sua história devido a insistência dos leitores em querer saber por que ele era daquele jeito! (ela achava que ele não merecia um livro). E olha que ela conseguiu produzir um livro magnífico para aquele personagem de quem não queria escrever nada...

E como é Taylor? Frio, controlado, sempre no comando de sua equipe – que é uma equipe especial do FBI que trabalha no sequestro de crianças, e emprega vários agentes com poderes psíquicos e mediúnicos. Taylor consegue sempre extrair o melhor de seus agentes e sempre os ajuda, mesmo ele mesmo não tendo poder algum.  Já disse que ele é controlado? Pois é, tão controlado que ele não permite que ninguém perceba sua preferência – e, por que não dizer, atração feroz -  por Dez. Nem a própria percebe...

Dez é uma mulher consciente de seu dom e que o utiliza de forma a ajudar as almas a encontrarem seu caminho. Geralmente ela entra em contato com espíritos que sofreram violência e que não conseguem seguir adiante devido à raiva ou perturbação ou da forma horrível que foram obrigadas a deixar a existência.

Numa missão, Dez consegue salvar a vida de uma garotinha, mas é gravemente ferida durante a ação. E Taylor se culpa e se apavora, pois mesmo não querendo e não dando bandeira, ele está completamente apaixonado por ela – e como chefe,  ele sabe que não pode demonstrar isso. Mas a paixão e alívio por vê-la viva e bem acaba vencendo e os dois se entregam a uma tórrida noite de paixão. No dia seguinte...  Taylor e sua teimosia e frieza consegue afastar Dez definitivamente da equipe e a seguir trabalhando solo, embora ela sempre peça ajuda quando necessário.

E é numa desses pedidos de ajuda que Dez e Taylor se reencontram. Atendendo ao chamado do espírito de um rapaz, Tristan, Desiree acaba indo para a cidade natal de Taylor bem quando ele está na região para o aniversário de desaparecimento de sua irmã, uma peregrinação que ele faz anualmente. E o que os dois enfrentam é um suspense de tirar o folego e deixar o leitor totalmente envolvido! Mesmo imaginando para onde ela estava nos conduzindo, Shiloh consegue nos surpreender e nos deixar totalmente embasbacados com sua criatividade e originalidade.

O suspense é intenso e inteligente e o romance é maravilhoso! Um livro nota 10 com louvor!

2 comentários:

Lilian disse...

Diz pra mim, como eu continuo com minha dieta de livros com você me tentando desse jeito? ME DIZ?

Vou marcar como 'vou ler', mas só deus sabe quando compro. Adoro essas suas dicas. (Hum, mas isso é chover no molhado. rs)

beijos!

Ana Paula disse...

Que demais, adoro livros assim! Vou colocar na minha lista, now. hahah. Adorei o blog! Quem quiser dá uma passadinha no meu, é novo http://delinhaemlinha.blogspot.com/ obrigada!