7 de junho de 2009

Dark Lover – J.R. Ward

 

 O único vampiro de sangue puro existente no planeta, Wrath tem contas a acertar com os assassinos que mataram seus pais séculos atrás. Mas quando um de seus mais confiável guerreiro é morto – deixando órfã uma filha mestiça sem consciência  de sua herança -  Wrath deve conduzir a bela mulher no mundo dos não mortos…

Sofrendo com uma inquietação em seu corpo que nunca sentira antes, Beth Randall está indefesa contra o homem perigosamente sexy que  lhe visita à noite com sombras nos olhos. Suas histórias de irmandade e sangue a assustam. Mas seu toque incendeia uma fome crescente que ameaça consumir a ambos…

Essa é minha quarta (isso mesmo, quarta) leitura desse livro. E cada vez que releio, descubro novas coisas, vejo certas cenas com outros olhos, porque agora já sei que algumas situações vão ser retomadas nos livros futuros e tenho certeza de que J.R.Ward é mesmo uma grande escritora!

O universo que ela começa a delinear nesse romance é muito vasto e o número de personagens é imenso, dando muito mais realismo à história. Além do núcleo da Irmandade, temos os policiais, os lessers e o Omega, Marissa e Havers e o hospital, Scribe Virgem e o mundo espiritual.

Wrath é o líder da Irmandade e também o rei dos vampiros. Um rei que não quer a coroa, mas que a aceita depois de encontrar o verdadeiro amor. Ele é um homem arrogante, possessivo, mandão e muito, muito carente de alguém que cuide dele. Beth é essa mulher. Uma mulher que se curva ao amor, mas não se rebaixa perante seu homem: ela está ao lado dele, nos bons e maus momentos.

O romance entre Beth e Wrath é quente, intenso e muito profundo. Adoro a forma como J.R. vai mostrando os obstáculos que cada um impõe sobre o relacionamento, apenas para vê-los deixar tudo de lado e se entregar ao sentimento que é mais forte do que eles imaginavam.

Não vou comentar muito pois se começar não paro mais. Apenas recomendo a leitura, pois tenho certeza de que você também vai ser fisgado pela Irmandade.

Vou deixar com uma frase que, em minha opinião, mostra bem o humor da J.R.

Welcome to the wonderful world of jealousy, he thought. For the price of admission, you get a splitting headache, a nearly irresistible urge to commit murder, and an inferiority complex.

Yuppee.”

(Bem vindo ao maravilhoso mundo do ciúmes – ele pensou. Pelo preço do ingresso você leva uma dor de cabeça torturante, um quase irresistível desejo de cometer assassinato e um complexo de inferioridade.

Yupiiiiiiii)

5 comentários:

Livros de Bia disse...

Esta série está na minha lista de compras e leitura com certeza!

Bjs

Lili disse...

Estou lendo Rê!!! Tô ainda no começo, apesar que já aconteceu coisas calientes por ali rsrs

Vou continuar com a leitura para a gente tb discutir por aqui e no Círculo!

bjssss
Lili

Débora Lauton disse...

Bem, depois dessa postagem... acabo de mudar (mais uma vez) minha lista de leituras... o próximo é esse...

beijos,
Dé...

Vivi disse...

Rê, tô indo para o segundo! Quarta leitura? È uma expert mesmo...rs

Beijos

Jeanne Rodrigues disse...

Rê,

Lindo, né mesmo ?

E o rei é seu ... risos...

To relendo...

Bjos,