3 de abril de 2011

Lover Unleashed de J.R. Ward

Payne, irmã gêmea de Vishous, é feita da mesma matéria guerreira de seu irmão. Uma guerreira por natureza e uma pessoa independente quando se trata do tradicional papel das Escolhidas, não há lugar para ela no Santuário,  mas, também, não há lugar para ela na frente de batalha…

Quando sofre um ferimento que a paralisa, o cirurgião humano Manuel Manello é chamado para tratá-la como somente ele é capaz – e ele logo se vê sugado para esse mundo perigoso e secreto. Embora ele nunca tenha antes acreditado em coisas que andem na escuridão – como vampiros – ele logo se pega mais do que disposto a ser seduzido por essa poderosa fêmea que marca seu corpo e sua alma.

Enquanto os dois descobrem muito mais do que uma conexão erótica, o mundo humano e dos vampiros colidem … bem quando uma conta de séculos chega a Payne  e coloca seu amor e sua vida em um perigo mortal.

 

Todos sabem que a Black Dagger Brotherhood é uma das séries que sigo com uma religiosidade ferrenha! O duro é que só sai um livro por ano e a espera é angustiante, mas sempre vale a pena…

Nesse novo livro – Lover Unleashed – temos a história de Payne, irmã gêmea de Vishous, que ficou aprisionada no Santuário por toda a vida. Ela já vinha aparecendo nos outros livros e não é uma Escolhida pacífica e obediente e calma, como deseja sua “querida mãezinha”. Para ela, esse confinamento é uma tortura e ela não hesita em deixar isso bem claro!

No livro anterior, vemos Payne ser gravemente ferida e ser transportada do Santuário para o Quartel General da Irmandade para ser tratada. Acontece que o ferimento é muito grave e se decide buscar ajuda fora, mais precisamente do ex-chefe de Jane, o Dr. Manuel Manello.

Manny ainda não se recuperou bem dos fatos acontecidos há um ano atrás (não vou falar para não dar spoiler pra quem ainda não leu todos os livros). Ele está trabalhando normalmente, mas anda sofrendo de enxaquecas e se sentindo meio afastado de tudo. Então, quando Jane re-aparece para ele, é um choque! E descobrir sobre uma nova espécie e se ver sentindo-se atraído por uma vampira não é nenhum passeio no parque também!

O desenrolar da história entre Manny e Payne não foi bem o que eu estava esperando – apesar de ter uma de minhas principais suspeitas confirmada no final. Adorei o modo como JR tratou o assunto e desenvolveu o romance entre eles! Afinal, um humano e um vampira não é uma coisa muito comum, principalmente pelo modo como as mulheres são super protegidas nesse mundo  vampiresco!

Tinha lido algumas conversas e alusões de que Vishous aparecia muito nessa história (chegando mesmo a roubar a cena!), e isso é realmente verdade! Ao descobrir que tem uma irmã – gêmea, ainda por cima – e que essa irmã viveu praticamente prisioneira de sua mahmen não ajudou muito a sanidade mental dele! V passa, então,  por uma crise existencial, que rapidamente se transforma numa crise conjugal, e que o transporta a um passado que ele não deseja recordar! Gente, o sofrimento dele – e, consequentemente, de Jane e Butch – é intenso e perturbador. Eu, que sempre gostei de Vishous, mas nunca fui uma fã ardorosa dele, acabei me apaixonando pelo personagem e descobrindo e reparando muito mais nele. Jane não ficou atrás! Ver mais dela e seus sentimentos ajudou muito a resgatá-la em meus olhos e vê-la como mais do que a médica da Irmandade.

Um aparte: J.R.Ward está, nos últimos livros,  sempre trazendo alguma crise conjugal! Z e Bella já enfrentaram problemas em Father Mine. Beth e Wrath também tiveram um terreno bem acidentado em um dos livros. Agora foi a vez de Jane e Vishous!  Eu acho isso muito interessante, pois todos sabemos que não há relacionamentos perfeitos… É mais um ponto a favor do mundo criado pela Warden! Não é porque eles estão juntos, que tudo corre a mil maravilhas…

O novo grupo de guerreiros, que JR disse que ia surgir, é muito mais perigoso e preparado do que eu imaginei. E também me surpreendeu o propósito de eles virem para o Novo Mundo. Adoro quando JR não faz o que a gente está esperando, se bem que não sei se a expectativa das outras pessoas é a mesma que a minha. Em minha mente, eu tinha traçado certos caminhos, que, além de não se confirmarem, foram sumariamente mortos e enterrados no desenrolar da história… Mas a curiosidade em descobrir mais sobre eles não diminuiu. Só aumentou. Ainda mais por ela ter se fixados mais em apenas dois deles: Xcor e Throe.  E gostei muito do que vi, apesar da tensão em algumas cenas!

No resumo, ela nos diz que o mundo dos humanos e dos vampiros colidem. Tinha imaginado apenas Manny e Payne, mas há outro ponto de colisão. Há um assassino a solta e José de la Cruz e seu novo parceiro, Thomas DelVecchio, estão investigando.  DelVecchio será o herói de Envy (Fallen Angels #3) (informação obtida no grupoJ.R.Ward no goodreads). Fico aqui imaginando se será nesse livro que o mundo da Irmandade e dos Anjos se encontrarão. Não estava entendendo bem o porquê dessa investigação – a menos que fosse para José lembrar-se de Butch (que foi quem fez uma ligação para o 911 informando a localização de um dos corpos – claro que José reconheceu a voz!), mas mais para o final deu para ter uma pequena luz, que só fez  aumentar a curiosidade horrores!

Saxton e Blay e Qhuinn apareceram bem pouco, mas já deu para sentir que ainda há muito chão para eles percorrerem… Espero mesmo que Ward não nos deixe na mão com relação a esse romance! Afinal, ela começou uma história e tem de continuá-la, mesmo que seja na forma de um conto. Participando de bate-papos com ela, dá para perceber que os editores não estão botando muita fé em um livro gay tão para já na série e que esse é um assunto que ela está debatendo bastante, pois a cobrança das fãs é muito grande.

E JM não apareceu muito nesse livro! Sempre imaginei que John fosse um alter-ego da Warden. Parada aqui, pensando no que escrever – para não dar spoilers – foi que me ocorreu que o tom do livro estava diferente! Talvez fosse a falta do olhar de JM… Fora que a linguagem também está diferente! Tanto Payne quanto os guerreiros estrangeiros têm uma linguagem mais arcaica – acho que para demarcar a distância deles do mundo moderno! A falta se sintonia entre eles e a sociedade atual! Algumas expressões são bem estranhas, mas muito charmosas. Claro que as metáforas e comparações de JR continuam impagáveis! Adoro o modo como essa mulher escreve. Ela consegue transmitir um mundo de sentimentos em algumas frases… Incrível!

No mais, apesar de ter algumas cenas bem fortes e, como eles dizem lá, que não são para quem têm coração fraco, o livro é uma delícia e super rápido de se ler. Pena que depois a gente fica aqui esperando mais um ano e com DPL (depressão pós livro). Ainda mais que ela anunciou que o próximo vai ser Thorment! Vai ser mesmo um tormento esperar… mas como já disse, vale super a pena!

18 comentários:

Lilian disse...

Comecei a ler e parei por causa dos spoilers. Eu sei que não foi proposital, mas mesmo assim soube de coisas que preferia não saber, rs.

Ai, menina, a espera pra ler esse livro tá me consumindo tanto, mas TANTO. Ainda mais que sei que meu lindo e amado Vishous está 'all over the place' nesse livro. (E não vou esconder, porque ele tem uma crise com a dona Jane - não vou dizer meu apelido particular pra ela porque senão eu é que spoleio meio mundo). Não consigo gostar dela, ponto.

Acho que nunca estive tão ansiosa pra ler um livro. Nunca, não. A última vez em que fiquei em cólicas foi pra ler A Rainha do Castelo de Ar do Larsson, e vc sabe que isso não é pouca coisa.

Isso de os casais terem crises é algo que eu gosto também. Não quer dizer que eles não se amem, só quer dizer que nada é perfeito, como vc disse. E como eu aprecio isso! Não faz a história perder sua beleza. É o pós-final feliz. Nunca tinha visto isso em outra série.

Não vejo a hora de colocar minhas mãozinhas nesse livro. Se não fosse o trauma com Lover Unbound, eu já teria lido a série toda. Droga. Agora é correr atrás do prejuízo.

beijos!

karyne disse...

Re. Rainha das resenhas..........Parabéns arrasou mais uma vez!!Obrigada por expressar tão bem os fatos narrados no livro. Vc sabe como amo A Irmandade. Fico nervosa, e a angustia me mata!! Estava preocupada, de perder o amor pela serie. Pq não leio livros gays.
Mesmo assim obrigada pelo show amiga.
Bjs
ka

Regina disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Regina disse...

Ka! Amore!!!

Muito obrigada pelas palavras!

Tenho certeza de que vc vai adorar essa história, mesmo seu Z aparecendo bem pouco...

Sei como vc se ressente de temas gays em livros, e não é só você. É por isso que a JR está em altas discussões com seus editores para ver como fazer... Ela mesma disse que está pensando numa "novella" somente com os dois, assim quem não se sentir confortável, não precisa comprar, mas tudo está em estudo ainda!!!

Eu, por mim, estou louca pra ver como tudo vai se resolver rsrsrsr.

bjs

Regina disse...

Oi Lilian..

Desculpe! Não tive mesmo intenção de spolear nada! Tanto é que tentei fazer uma resenha mais com minhas impressões do livro do que falando sobre a história em si, mas a paixão pelo BDB pode ter me levado e algo deve ter passado!rsrsrsrs. Foi mesmo sem querer...

Sei bem sobre seu trauma com Lover Unbound. Eu tive mais sorte, pois qdo comecei a ler essa série já comprei o livro do V em pré-venda (só tinha saído os 4 primeiros). Então tive nove meses até sair o do Phury para me recuperar... Mas confesso que V e Phury foram barra - pensei que ela estava perdendo a mão ao escrever a série, mas hj vejo que estava bem enganada! Ela tem controle absoluto (apesar de ela mesma confessar algumas coisinhas que ela "viu" errado e teve de fazer a correção no decorrer da história!)

Espero que vc chegue logo a esse e acabe com sua ansiedade! Não é fácil ficar esperando mesmo... ainda mais com o livro tão ao alcance das mãos!

bjs

Dyllan disse...

Rê, eu adorei o livro, só senti ele ser um pouco pequeno demais por ser BDB. Achei que ela poderia ter se estendido mais no casal central,do que no que acontecia paralelemente. Ficou um gostinho de quero (muito) mais. Mas agora não podemos fazer nada, além de esperar... Que venha Tohr. Parabéns pela resenha.

P.S.: Se ela não matar o Xcor, eu mato!
P.S.2: O que você achou dos Deuses Domésticos? :)

Regina disse...

Dyllan,

Gostinho de quero muito mais eu também fiquei! Adorei Manny e Payne e queria vê-los muito mais! Espero nos livros futuros ver mais dos dois...

Eu também estou numa relação amor/ódio com o Xcor... mas acho que ele ainda vai nos surpreender muito!!!! Throe também me deixou com a pulga atrás da orelha, mas me simpatizei mais com ele!

Adorei o Romeu! Uma ótima dica essa sua... Você sabe onde a gente pode encontrar um Domestic God assim???? kkkkkkkkkkk Affffffff um homem bom, bonito, gostoso e que adora limpar a casa e cozinhar é um sonho de consumo! Ainda preciso comprar os outros dois livros - são bons assim também???

bjs

Dyllan disse...

Rê, eu achei o Throe uma "graça"(na medida do possível), apesar de correr no bando do Xcor. Acho que o Xcor tem que fazer algo (de bom) que nos surpreenda. Sei bem como é esse amor/ódio. Fiquei realmente surpresa com o respeito que ele mostrou pela Payne. Meu queixo meio que caiu.

O que vi ontem, foi que o Veck vai ser o protagonista do 3º livro de Fallen Angels. Eu achava que ele poderia estar na Irmandade... Mas, será que é agora que os mundos colidem??

E cade Trez e iAm????
Queremos os Sombra!!!


Ahh, o Romeo, Romeo é tudo de bom. Pode comprar os outros três, sem medo, porque todos são ótimoooooos. Você vai se divertir bastante. Essa é a primeira série dessa autora, e fiquei sabendo que ela pretende lançar uma spin off. (Você vai entender no 4º livro) Os meninos são bons demais. E só em livro para serem perfos assim né?
Te prometo que se achar o reduto desses "Deuses", te passo o endereço. ;)

Beijos

Carla Blackhawk disse...

Pode Spolettar a vontade que eu ADORO! Corro pra ler! Ainda mais se tratando dos IANs! Amei a resenha.

Tb não gosto das insinuações da Ward, pq não curto homos nas histórias. E como disse a Karyne, tb fikei apavorada de ter que parar de ler por causa disso... Enfim.

Bjs.

karyne disse...

Re vc pode tudo!!pode spolear a vontade. bom!! na sua resenha vc falou da sua opinião segundo a sua leitura.

tem gente fresco demais afffffff


bjs

ka

Anônimo disse...

Adorei, eu ia dormir, são 01h28, mas sua resenha Ta tão gostosa, leve que me prendeu ate o final... Nao li o john, devo ser a única que nao gosta dele... Vou pular e ler esse q já me conquistou no seu primeiro parágrafo.
Ahhhh tb nao gosto de livros homo, se rolar, no meu caso, acabou a serie. Tem coisa mais gostosa de ler um guerreiro macho, forte, com seus conflitos de amor.. Afff amo o primeiro livro, o segundo.....
bjs
Fernanda

Mônica Vidal disse...

Oi!

Meu nome é Mônica e eu sou uma obcecada, apaixonada, viciada em BDB. Passo horas no twitter falando deles, no gtalk, no msn, no tumblr..e.enfim, DOIDA de pedra por esses irmãos. Aliás, foi numa dessas conversas q conheci a Lilian do Cafofo, que consequentemente me apresentou seu blog.

Lover Unleashed então...ó céus...que livro tenso né? Eu tive momentos em q eu parava de ler, ia tomar uma água, respirar...aff

Eu AMOOOOOOOOOO o Vishous desde o primeiro segundo q ele apareceu nos livros e meu...PUTA sofrimento pra mim ler esse livro. Eu queria pegar ele no colo e conforta-lo de todas as maneiras possíveis e imagináveis. Mas meu, a Ward se redimiu totalmente com ele e comigo nesse livro. Acho q escreveu uma história bacana, cheia de reviravoltas e que ainda vai dar muito pano pra manga.

Doida pelo livro do Tohr...só um pouqo aborrecida pq provavelmente vai ter muito JM no livro dele e na boa, não curto JM nem um pouco.

Mas vamos lá...que venha o próximo q eu já tô morrendo de saudades dos meus meninos!

Bjsss

Rosiemarie disse...

Concordo com vc. em alguns pontos, já amava Vishious antes, mas deu uma tremenda vontade de me transportar para o livro e pegá-lo no colo junto com o Butch!!!!ainda tenho reservas qto a Jane...Acho muito interessante o relacionamento Quinn/Blay/Saxton, amor é um sentimento divino, maravilhoso independente se é homo ou hetero......Para quem não gosto de livros GLBT, sugiro que tentem pelo menos uma vez, além de sexo tbm a muito romance, sentimento, compromisso, companheirismo e amor!!!!
Adoro suas resenhas são perfeitas!!!!!
Bjs.

Hanna disse...

Olá, sou Fã da série BDB *.*
to adorando ler Lover unleashed
a história é muito envolvente e cheia de surpresas

mas queria saber se vcs leram o livro em ingles
como eu to fazendo.. e se tem alguma tradução
em portugues ja disponível,,
ainda n cheguei nem na metade do livro mas ler
em ingles demora muito mais tempo e to
meio aperriada com o tempo. ''/
se tiver algum tradução pfv mandem o link!

beijos!

Anônimo disse...

Meu Deus!!
Eu estava ansiosa para ler o livro, mas agora eu estou desesperada!!
Por favor, tem como você me enviar o livro ou o link de um site para mim baixo, por que faz muito tempo que eu e mais 5 amigas estamos atrás do livro e não achamos em nenhum lugar.
Por favor!!!! -> mmm.rock@hotmail.com ou nix.fenix@gmail.com
PS: vc já pensou em fornecer no seu blog alem do comentário, links para baixar, seria muito legal e aumentaria o numero de visitastes! Só uma idéia, pensa ta!
Beijão

Ravena disse...

Bem bem,Bom dia,adoro a serie, é muito genial, a verdade so estou comentado pelo fato de algumas fas nao gostarem de casal Homo,respeito a opinião, + sinceramente espero que a Ward,escreva o livro do Blay e do Qhuin seria super injusto com as fas que amam o casal, para as que nao gostam da leitora é so nao comprar o livro,adoro a serie e os meninos fazem parte dela!

Vishous Lover disse...

Olá! Antes de mais quero-vos dizer que se as fãns do MEU VISHOUS me tivessem a frente, matava-as.Como os Minguantes (lessers no Brasil) torturam os vampiros civis eu matava-vos assim, ahahha! Sabem porque? Porque o Vishous é MEU e só MEU.Aii amo ele *.* portanto, é bom que pensem duas vezes antes de falarem dele, pensarem nele ou sonharem com ele porque eu vou atrás de vocês e f***-*** todas!! Dou-vos uma coça!

Anônimo disse...

Olá, sou mais uma fã da irmandade! Devo dizer que meu protagonista favorito é John Matthew e mal posso esperar para vê-lo no livro do Tohrment! Estou seguindo a série há já muito tempo e já li todos os livros, primeiro em inglês e agora estou comprando-os.. Simplesmente amo esta coleção! Amo ao John Matthew!!!! <3