10 de abril de 2011

Romeu, Romeu de Robin Kaye

Domestic Gods # 1

Rosalie Ronaldi não tem nadica de nada de dons domésticos…

Tudo que a preocupa é sua carreira, então ela vive de comida pronta e martinis, guarda os sapatos debaixo da mesa de jantar, seus sutiãs pendurados na cortina do banheiro, e suas roupas no sofá…

Nick Romeo é a fantasia de qualquer mulher: alto, moreno, lindo, rico, muito bom de cama E adora cozinhar e limpar a casa…

Ele diz que quer uma mulher independente, mas quando conhece Rosalie , tudo o que quer é tomar conta dela. Antes que se perceba, ele limpou o apartamento dela, abasteceu a geladeira  e adotou o cachorro…

Então qual é o problema? Apenas uma pequena troca de identidade, espionagem corporativa, esconder-se um passado de delinquência juvenil e uma grande e intrometida  família italiana atrapalhando…

Uma história super deliciosa e com muito humor! Quem não conhece uma família italiana: barulhenta, intrometida, amorosa, briguenta? Eu me identifiquei totalmente com a história, pois venho de uma família assim…

A mãe de Rosalie quer que ela se case! Fica cobrando uma posição e exigindo que a filha não se entregue tanto ao trabalho, mas arrume um bom homem e comece a constituir uma família. Quando ela rejeita a proposta de casamento de seu namorado é a gota d´água no relacionamento das duas…

Nessa mesma noite Rosalie conhece Nick. Ele a socorre com um guincho quando ela tem um pneu furado e se vê sem estepe. Apesar de trocarem algumas palavras rudes, os dois combinam um café para quando ela for buscar o carro na concessionária na noite seguinte.  Acontece que Nick não é um simples mecânico, como Rosalie pensava. Ele é Dominick Romeu, dono de uma rede de concessionárias e um dos solteiros mais cobiçados da cidade.

Esse primeiro encontro é bem quente e logo os dois percebem que querem a mesma coisa: relacionamento estável, mas sem possibilidade de casamento, já que os dois são avessos ao matrimônio! Por uma série de circunstâncias, os dois começam a morar praticamente juntos e daí vamos ver como eles resolveram as mentiras e confusões que criaram…

Agora, um aparte: se existir um homem como Nick por aí, quero o endereço! Como não se apaixonar por um homem que adora limpar a casa e cozinhar? Era maravilhoso ver Nick passando o aspirador e dobrando as roupas e cozinhando sempre que ficava nervoso ou ansioso! Agora Rosalie… essa é das minhas! Deixava  tudo jogado e bagunçado, nunca conseguia encontrar nada (e ficou ainda pior depois que Nick passou a arrumar o apartamento…).

Como disse, esse livro tem um humor divino e diálogos super afiados e afinados… Um livro perfeito para descontrair e divertir! E com muito romantismo, claro…

2 comentários:

Lilian disse...

Só sendo na ficção mesmo, rs...

Mas gostei dessa coisa dos papeis invertidos. Geralmente o bagunceiro é o homem.

Parece ser uma daquelas leituras bem gostosinhas!

Mari disse...

Oiie amei o resenha do livro mais gostaria de saber a onde eu baixo ou compro ele pra ler por favor.

Meu email é mymydocinho123hotmail.com
me responde por favor.