22 de agosto de 2009

Coração Apaixonado de Chelsea Cain

No grande sucesso Coração Ferido, Chelsea Cain nos apresentou a Archie Sheridan e Gretchen Lowell. Ele é um detetive da polícia de Portland, Oregon; ela é a Beleza Mortal, uma serial killer tão estonteante quanto inteligente e cruel. Nas palavras do romancista Chuck Palahniuk (Clube da Luta), “a assassina mais original e cativante desde Hannibal Lecter.”

Há dois meses, Archie se mudou de volta para a casa onde vivia com sua esposa e seus filhos, na tentativa de recontruir sua vida. Mas as marcas deixadas em sua psique desde aqueles dez dias de tortura nas mãos de Gretchen, muitos meses atrás, são tão visíveis quanto as de seu corpo. Distante emocionalmente de sua família, ele não concebe mais uma existência sem a excitação, o perigo, o carisma e a fala suave de Gretchen. A investigação de um assassinato que parece envolver um político importante da cidade o ocupa, mas não afasta de sua cabeça os pensamentos autodestrutivos: o corpo foi encontrado no local onde Gretchen deixara sua primeira vítima, mais de dez anos atrás.

Archie precisa dar cabo da ameaça que a Beleza Mortal representa para a comunidade local e para a sanidade de sua família. E, quando ela escapa da prisão, ele percebe a oportunidade definitiva para isso. Mesmo que precise oferecer a si próprio em sacrifício. O que não seria uma má idéia, se lhe permitisse saciar a paixão que sente.

Tentei ler esse livro bem devagar, mas foi impossível! As cenas se sucedem e as reviravoltas e as investigações tudo faz com que não se consiga parar com a leitura.

Chelsea é fantástica nas descrições e na apresentação das cenas. Veja o primeiro parágrafo:

“Forest Park era lindo no verão. Mal se via o céu cinzento de Portland para além do teto de choupos, abetos e bordos que filtravam a luz, até convertê-la em um verde-claro trêmulo. Uma leve brisa acariciava as folhas. Ipomeias e heras escalavam os troncos das árvores recobertos de musgo e sufocavam as amoras silvestres e samambaias, uma profusão de trepadeiras rastejantes que se amontoava até a altura da cintura de cada um dos lados do caminho apertado e sujo. O riacho sussurrava e se agitava, pássaros cantavam. Tudo era adorável, como se saído das páginas de Walden, ou A vida nos bosques, a não ser pelo cadáver.”

As surpresas e reviravoltas foram sensacionais! Chelsea consegue te conduzir pela cena e te surpreender tão rapidamente, que você precisa reler para se certificar que entendeu corretamente. A solução do mistério nesse livro é algo que eu realmente não suspeitava!

Archie está tentando recomeçar seu casamento e sua vida, mas não sei se ele realmente se esforçava. Teve horas que queria torcer o pescoço dele, em outras queria ajudá-lo e protegê-lo. Mas, mesmo com todos os problemas, ele é brilhante para entender e decifrar os crimes.

Susan, agora de cabelo azul (Turquesa Atômico), investiga e trabalha na reportagem contra o Senador Castle. Ela também é brilhante – do jeito dela – e consegue se meter em confusões e perseguições, mas também é boa de raciocínio e de compreender o grande cenário – se bem que, ela também é ótima em meter os pés pelas mãos…

Gretchen continua a mesma psicopata de sempre. Essa obsessão dela com Archie me fascina, pois dizem que psicopatas não têm sentimentos. Claro, eles gostam de brincar com as pessoas, então penso que ela ainda não terminou o que começou com ele. A relação entre eles me deixa dividida: não sei como tratá-la – é amor? é obsessão? é doença? - Compreendo que ele precise exorcisá-la de sua mente, mas fico com raiva em como ele é impotente e/ou não se esforça para isso.

Acho que a melhor definição desse livro foi dado pela própria Chelsea:

“Esta é uma história de amor na medida em que estas duas pessoas têm uma obsessão pela outra. Não é saudável. Não é romântica. Mas há nela uma intimidade que é semelhante ao amor, ou ao que se entende por amor em relacionamentos manipuladores, violentos, terrivelmente conturbados.”

4 comentários:

La Sorcière disse...

Eu quero, eu quero!!!!!!!!
Estou super fã desta série!!!!
Ai.....que invejinha branca (injeja boa, tá?)....ainda não comprei...quero dar um tempo na minha compulsão, tenho mais de 20 livros adquiridos nos últimos 50 dias e que ainda não li. É muita cara-de-pau minha se eu comprar mais, sem ter lido pelo menos metade deles!!!
Mas ler sua resenha me deu uma vontade irresistível!!!!!
Bj =D

Lili disse...

Oi Rê!!! Nem quis ainda ler seu comentário rsrs
Este livro com certeza será um dos próximos, e não quero estragar a surpresa. Depois estarei comentando com você o que achei dele :)
Beijos querida,
Lili

vdelduque disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
vdelduque disse...

Já assistiram o filme de divulgação do livro no You Tube?

http://www.youtube.com/watch?v=mHKL3F_DDzI

Participem do Concurso Cultural Suma de Letras e concorram aos livros da autora Chelsea Cain (Coração Ferido e Coração Apaixonado). Responda: Como você prenderia Gretchen Lowell? Para participar, retwitte essa mensagem no seu Twitter e mande sua resposta por reply para @sumadeletrasbr.