19 de agosto de 2009

Seize the Night de Sherrilyn Kenyon

SeizeTheNightDarkHunter3690_f

Salve Glorioso Leitor:

Eu nasci como filho nobre de um lendário Senador Romano. Caminhei no mundo antigo como um general, admirado e supremo até que uma brutal traição fez com que eu comercializasse minha alma. Agora sou um Dark-Hunter imortal, jurado a proteger a humanidade da escória maligna que a assombra. Através dos séculos eu vi muita coisa assustadora: pragas, pestes, disco music…

E agora Tabitha Devereaux. Uma humana, ela se treinou para lutar contra vampiros com tanta habilidade quanto qualquer Dark-Hunter. Peculiar e incomum, ela é minha maldição pessoal – e, ainda assim, ela me diverte. Só têm dois pequenos problemas. Acontece que ela é a irmã gêmea de meu inimigo mortal. Além disso, Tabitha e sua irmã estão sendo perseguidas por um poder que não vai descansar até que todos os que ela ama estejam mortos.

Ao contrário de meus companheiros Dark-Hunter, eu conto apenas comigo mesmo. Eles me desprezam e eu voltei minhas costas a eles. Mas a única forma de salvar Tabitha e sua família é encontrar uma forma de contornar uma disputa de dois mil anos.

Eles dizem que os opostos se atraem, mas podem permanecer juntos mesmo quando As Moiras conspiram para separá-los? Mas então, as Moiras nunca enfrentaram alguém como Tabitha Devereaux antes. Elas que se preparem para uma grande luta…

Valerius Magnus

Estava super curiosa por essa história! Foi com controle absoluto que consegui seguir a ordem dos livros e não pular logo para esse!

Valerius é um personagem que me chamou a atenção logo no ínicio. Primeiramente, pensei que ele fosse o mesmo que tivesse torturado e matado Kyrian, mas depois descobri que era o neto dele. Mas com a mesma aparência!

Os poucos romanos que se tornaram Dark-Hunters são desprezados pelos outros – de maioria grega ou de alguma outra etnia conquistada por Roma. Valerius sofre calado e com muita classe. Ele faz o trabalho dele de forma exemplar e evita se encontrar com aqueles a quem sua família feriu ou perseguiu. E, para ajudar, Artemis o mandou para a cidade onde dois de seus piores inimigos moram e têm uma grande rede de família e amigos. Assim, sua solidão é total.

Até que numa noite, ele vê uma mulher lutando contra um grupo de Daimons. E ela luta de forma espetacular! Quando vai ajudá-la, acaba sendo esfaqueado pela mulher. Tabitha percebe então que, novamente, esfaqueou um Dark-Hunter. E, como não o conhece, logo percebe que é Valerius – arqui-inimigo de seu cunhado e odiado por toda sua família. Ela o leva para casa e, como é empata, consegue ver que o jeito frio e controlado dele é a defesa que usa contra o desprezo e ódio que o cerca.

Adorei ver o sério Valerius sendo seduzido pela irrevente Tabitha! Ele é todo pomposo e orgulhoso de sua herança e ela vive a vida sem prestar contas a ninguém, com grande liberdade e prazer. Algumas cenas foram muito lindas, como quando ela pediu que ele fosse o acompanhante de sua amiga Drag-Queen em um concurso de beleza – e ele foi e se comportou de modo maravilhoso!!! Ou quando ela conta a irmã de quando ela e Valerius foram a um restaurante ultra-sofisticado e ela cometeu uma gafe – comeu os legumes que eram o arranjo de mesa – e ele a acompanhou na gulodice quando o garçom se mostrou chocado.

Outros fatos sobre o mundo dos Dark-Hunters aconteceram nesse livro que me surpreenderam (Sherrilyn sempre me surpreende). Algumas situações foram meio fantasiosas, mas, quando estamos lendo livros que falam de vampiros e deuses e mitologia, sempre devemos ter a mente aberta para a fantasia…

8 comentários:

Débora Lauton disse...

"Estava super curiosa por essa história! Foi com controle absoluto que consegui seguir a ordem dos livros e não pular logo para esse!"
Ufa, não sou só eu... desde quando vi que esse livro se tratava do Valerius e ainda mais com a Thabita... eu estou me mordendo pra não pular... amei a resenha, e já que você me deu um gostinho, vou me segurar...
Depois desses livros, tenho minhas dúvidas se foi mesmo o Katrina que acabou com a cidade... fala sério, com tantos guerreiros, deuses, e seres pra lá de sobrenaturais... não há de ficar pedra sobre pedra...

beijos,
Dé...

Celsina disse...

Aii meu Deus!! Cada vez que venho aqui e uma nova postagem dessa série fico louca.. eu quero :D
Acho que suas resenha ajudam bastante para aumentar meu desespero em ler essa serie!
Adoro essa mistura de fantasia, deuses, guerreiros um mundo totalmente sobrenatural :)

Beijos!!

La Sorcière disse...

Oi Regina!
Agora vou ter muuuuito tempo para ler, com a reviravolta que minha vida deu.
A Débora foi um amor e me mandou TODOS os links, e na ordem desta série!
Vou me esbaldar!
Excelente resenha,
bj

Regina disse...

Oi Dé!!

Vale a pena esperar para conhecer o Valerius! Ele faz uma ponta no livro do Vane...

Menina, acho que vc tem razão sobre o Katrina. Tava vendo no site da Sherrilyn umas fotos de Nova Orleans e tem uns dois ou três lugares que fecharam depois do furacão.

bjs

Regina disse...

Oi Celsina!

Eu estou amando essa série! Sherrilyn tem o dom para escrever cenas com muito drama e outras com muito humor - os livros são bem balanceados e gostosos de ler.

bjs

Regina disse...

Oi Ale

Toda mudança é meio aterrorizante mesmo! Mas vendo pelo lado positivo, vc vai poder fazer novas coisas e descobrir novidades e prazeres com que não estava contando!

Espero que goste dessa série e se divirta muito com os personagens - depois de um tempo, falamos dele como se fossem conhecidos rsrsrsrs.

bjs

Celsina disse...

Oii, deixei um selinho para você lá no meu blog :)

Haa, deve mesmo estar amando essa série ela parece ser ótima ^^

Beijos!

Sharon disse...

Oi Regina,

menina, falando em pular livros, eu estou lendo essa série igual uma psicopata para chegar no livro do Acheron, não vou pular nada, mas to desesperada.

To indo viajar no final dessa semana e vou ter que dar uma pausa na leitura, ou seja, vou ficar ainda mais desesperada para chegar no livro que eu mais quero! Argh hehehe

Acabei de ler o Seize the Night agorinha mesmo e amei o Valerius, gostei demais da história, só não gostei das coisas tristes, mas faz parte neh? Adiciona polemica e a gente fica sem saber o que vai acontecer.

AAh e também gostei demais dele ajudando a Marla. Mas acho que o que eu mais gosto em todos os livros é quando a Simi aparece. Ela é ótima, sempre.