21 de março de 2010

Amante Sombrio de J.R.Ward

Nas sombras da noite, em Caldwell – Nova York – desenrola-se uma sórdida e cruel guerra, entre vampiros e seus carrascos. Há uma Irmandade secreta, sem igual, formada por seis vampiros defensores de sua raça.

Ainda assim, nenhum deles deseja a aniquilação de seus inimigos mais que Wrath, o líder da Irmandade da Adaga Negra.

Wrath é o vampiro de raça mais pura dentre os que povoam a terra e possui uma dívida pendente com os assassinos de seus pais. Ao perder um de seus mais fiéis guerreiros, que deixou órfã uma jovem mestiça, ignorante de sua herança e destino, não lhe resta outra saída senão levar a bela garota para o mundo dos não mortos.

Traída pela debilidade de seu corpo, Beth Randall se vê impotente em tentar resistir aos avanços desse desconhecido, incrivelmente atraente, que a visita todas as noites envolto em sombras. As histórias dele sobre a Irmandade a aterrorizam e fascinam. Seu simples toque faísca, um fogo que pode acabar consumindo a ambos.

Bom, sou super suspeita para falar sobre essa série de J.R.Ward! Sou totalmente viciada nesse universo que ela criou e devoro os livros conforme vão saindo – infelizmente só um por ano… como é torturante essa espera! Já havia comentado aqui sobre esse livro, mas tê-lo em português é uma felicidade sem igual!

J.R. nos conduz a um mundo onde os vampiros são seres de outra espécie, criados pela Virgem Escriba, e que vivem em nosso mundo, mas numa sociedade fechada e separada da humana. Os vampiros aqui se alimentam somente de sangue de vampiros do sexo oposto – sangue humano não é forte o suficiente para sustentá-los – e também comem normalmente, amam, sofrem, vibram, só não podem sair ao sol. Mas o fato que mais me chama a atenção é que são os humanos, na pele dos Redutores, que são os bandidos! Geralmente vemos os vampiros como predadores, mas aqui eles são a presa! Acho isso super original!

Outra inovação da J.R. é a linguagem – é muito oral e descritiva! Achei que na tradução isso se perdeu um pouco, mas não o suficiente para prejudicar a história. Senti um pouco de falta dos palavrões (quem é que fica falando “caramba!” para demonstrar irritação? Acho que outra palavra começada com “ca…” seria o mais correto no contexto rsrsrsrsrs). Acho que faltou na tradução a ousadia que J.R. demonstrou ao escrever sua obra. Mas, graças a Deus, não houve corte nenhum – o livro está completo como o original!

Wrath é o último vampiro de sangue puro do mundo. Ele também é o rei dos vampiros – apesar de não querer a coroa – e o líder da Irmandade da Adaga Negra, um grupo de vampiros guerreiros que luta ferozmente contra a Sociedade Redutora. Ele despreza os humanos – que são os convocados pelo Ômega (entidade maligna e inimigo da Virgem Escriba) e se tornam os Redutores - e se nega a ajudar Darius quando ele pede ajuda para sua filha Beth, que é mestiça humana.

Beth não sabe que está correndo perigo de vida. Ela não conheceu seus pais, pois foi criada em ofanatos e lares adotivos, e desconhece que é meio vampira por parte de pai. Ao fazer 25 anos, os vampiros passam pela transição – quando seu corpo muda e eles começam a necessitar beber o sangue de vampiro do sexo oposto e a evitar o sol – e nessa fase eles precisam ser assistidos para não morrerem. Darius deseja que Wrath auxilie Beth nesse período, pois o sangue puro dele é o que pode ajudá-la a sair viva no final do processo. Wrath se nega e só volta atrás após a morte do amigo.

Beth e Wrath começam a se envolver e é lindo observar como cada um vai mudando ao conviver com o outro. Através de Beth vamos nos inteirando da sociedade dos vampiros e descobrindo esse novo mundo. Wrath, por outro lado, vai descobrindo que pode confiar e amar e se entregar de corpo a alma aos cuidados de outra pessoa! E como ele precisava disso!

Outros personagens também aparecem e já nos deixam ansiosos por mais: Butch e Marissa e, claro, a gente quer saber mais sobre os outros irmãos: Rhage, Vishous, Phury e Zsadist (que é o preferido da maioria que acompanha a série). Ainda bem que não precisaremos esperar um ano para ler o próximo – Amante Eterno – que vai ser lançado em 30/03/2010! Já está na minha lista…

8 comentários:

romancesinpink.com.br disse...

Eu já li e gostei muito.

Estou ansiosa para comprar o segundo livro. Eu não li o livro em inglês, então quando li a versão nacional percebi alguns palavrões, porém, mais tarde, as pessoas que leram o original disseram que aquilo que foi publicado não era nem 10% do original.

Eu, sinceramente, não senti falta. Mas talvez eles revejam essa postura para o terceiro livro. Parece que a editora também comprou os direitos do terceiro.

bjos.

Regina disse...

Olá!

Eu também gostei muito - como afirmei,sou viciada nesse autora!

Com relação a minha crítica, eu não uso palavrões no dia a dia e,como tradutora, sinto enorme dificuldade em usá-los também! Mas se vc reparar na história, Wrath e os irmãos são constantemente descritos como homens maus - até comparado a traficantes pelo Butch - então não tem como achar que eles não tenham uma linguagem mais da "malandragem". No original, acho que a linguagem se assemelha mais a dos rappers, com todas as gírias que rola nas falas deles - acho que ao invés de palavrões, deveria ter dito gírias, que ficaria mais próximo à realidade... gírias da malandragem!

bjs

Bia disse...

Olá querida amiga Regina,
Estou aqui para convidá-la a conhecer meu novo blog especializado em Suspenses Românticos, tanto de banca quanto de livraria.

Amor, Mistério e Sangue

Espero que goste e o receba com muito carinho, assim como você sempre fez com o Livros de Bia, que também não ficará esquecido!

Bjs

Carla Fernanda disse...

Olá, Regina.

Adorei sua resenha e acho que está mais do que na hora de eu conhecer essa série que está dando o que falar!

Mais uma que vai pra minha lista!

Beijos.

Celsina disse...

Tenho essa série todinha em e-book!!
Conheci no seu blog, daí criei o meu, tudo por causa dessa série. EU QUEROOO!!! Não li nenhum e-book pq não gosto de e-book.
Agora que lançou eu querooo muitoo =)
Bjo!

Electra Gyn disse...

Nossa! Eu também amo essa série!
Li em e-book, depois comprei a coleção toda!
Mal posso esperar para poder ler esses livros em português!!!
É legal ler em inglês, e tal... Mas ler em nossa língua (apesar das traduções....que muitas vezes são horríveis) não tem preço!!!
Beijos

Anônimo disse...

Também gostei do livro. Não li a série em inglês, mas, do que vi no primeiro livro, a história é boa, tem um ritmo legal e muito romance. Bjos. Maya.

Anônimo disse...

Oi Regina...taí...isso sim que é publicar um livro com respeito aos leitores.
Eles deviam comprar os direitos autorais de MB de Lara Adrian e fazer nossa alegria...foram fiéis ao original,mesmo camuflando so palavrões.
Um livro assim dá gosto de comprar e ler.
Anny Well